Treze das 26 cidades, que aderiram ao ‘toque de recolher’, terão reforço da PM

[ad_1]

O efetivo extra será constituído pelos alunos e cadetes em formação, além de tropas administrativas

A partir deste sábado (13), treze das 26 cidades da região metropolitana de Belo Horizonte, que aderiram ao “toque de recolher”, para moderar a transmissão do novo coronavírus, vão descrever com o aumento do efetivo da Polícia Militar (PM). O precário extra será constituído pelos alunos e cadetes em formação, além das tropas administrativas. O papel da PM vai possuir caráter educativo e de autuação. As intervenções que ainda não possuem data de término, serão realizadas de modo presencial, e por meio, de mensagens nos megafones das viaturas.Ficará por conta das prefeituras a emprego e cobrança de multas quanto ao descumprimento do decreto.

Vale lembrar que a parceria prevê  que todas as 26 cidades, recebam ajuda da PM, na prestação de orientações sobre a prestígio e obrigatoriedade quanto ao uso de máscara e cumprimento do “toque de recolher” - das 20h às 5h.  

 A medida foi definida em reunião realizada nesta sexta-feira (12), entre os integrantes da Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte – Granbel, representantes do Governo do Estado e Polícia Militar.

  A porta-voz da Polícia Militar, capitão Layla Brunnela, informou que o papel da PM será de comitiva exclusivamente educativo. Além da abordagem presencial, a polícia fará nas 26 cidades, a veiculação de mensagens nos megafones das viaturas, com orientações sobre o cumprimento das medidas sanitárias. Depois das orientações, caso as pessoas permaneçam nas ruas, elas serão autuadas pela PM. O caso será registrado e guiado aos órgãos municipais para adoção de medidas administrativas; porquê emprego de multas.  “Com a parceria a Polícia Militar vai ajudar a inspeccionar, orientar e quando necessário autuar as pessoas que descumprirem os decretos municipais”, explicou. 

Ainda conforme a capitão Brunnela,  além do efetivo que cada cidade já possui, 13 dos 26 municípios da região metropolitana que aderiram o “toque de recolher”, receberão reforço no policiamento a partir deste sábado (13), especificamente para concordar as prefeituras nesse trabalho preventivo que  ainda não possui data de término. “O efetivo extra será constituído pelos alunos e cadetes em formação, além de tropa administrativa”, concluiu.

A capitão não informou quais cidades receberão o aumento no seu efetivo, por esta informação ainda possuir caráter secreto. Quando questionada porque somente 13  das 26 cidades envolvidas  contarão com o aumento de passageiro, a capitão relatou que cada cidade possui sua particularidade e número de oficias disponíveis para a realização dos trabalhos. "Todos os policiais militares possuem treinamento para orientar e autuar. " esclareceu.

A prefeita de Vespasiano, e presidente da Granbel, Ilce Rocha (PSDB), salienta que com o escora da Polícia Militar, as fiscalizações e cumprimento das medidas de segurança serão mais efetivas. “A Polícia Militar possui grande representatividade frente a população, por isso, as pessoas vão visar a respeitar e seguir os decretos municipais”, declarou. Sobre porquê vai funcionar a emprego, cobrança e pagamento das multas de descumprimento ao decreto, a gestora disse que ainda está estudando uma logística. Mas, cada município poderá realizar a cobrança da forma que lhe for mais atingível.  

   

 Saiba mais 

A período Vaga Lilás, porquê é denominada pela associação, adotou secção das medidas da Vaga Roxa, a mais restritiva do Projecto Minas Consciente do governo estadual, e é mais rígida que as resoluções da Vaga Vermelha, a segunda mais restritiva. 

Nas medidas adotadas pelas 26 cidades, foi liberado o funcionamento das atividades econômicas, desde que seja respeitado os protocolos de segurança. Na Vaga Roxa, funcionam somente os serviços essenciais 

Cidades da região metropolitana de BH que aderiram ao "toque de recolher": Caeté, Capim Branco, Confins, Esmeraldas, Florestal, Ibirité, Igarapé, Itaguara, Jaboticatubas, Juatuba, Lagoa Santa, Mateus Leme, Matozinhos, Novidade Lima, Novidade União, Pedro Leopoldo, Raposos, Ribeirão das Neves, Rio Supra, Rio Manso, Sabará, Santa Luzia, São Joaquim de Bicas, São José da Lapa, Sarzedo e Vespasiano.  

---

Em tempos de desinformação e pandemia, o jornal reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode encarregar. Continue nos apoiando. Assine .


[ad_2]
Manancial Notícia -> :Fonte Notícia