Paracatu tem uma morte confirmada por dengue; veja a situação no Triângulo, Cimalha Triângulo Mineiro

[ad_1]

Paracatu teve um óbito confirmado por dengue em dezembro de 2020, segundo dados do primeiro Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) de 2021. O relatório também trouxe os casos de chikungunya e zika nas cidades do Triângulo Mineiro, Elevado Paranaíba e Noroeste de Minas Gerais. As regiões registraram até o momento 6.988 casos prováveis de dengue.

(Errata: dissemelhante do informado anteriormente, a morte por dengue registrada em Paracatu foi em dezembro de 2020. A informação foi corrigida às 17h45).

O solicitou ao município detalhes da vítima informada no boletim, mas não obteve retorno até a última atualização da reportagem.

Entre as regiões, Uberaba segue liderando o ranking de cidade com o maior número de casos prováveis de dengue com 2.141 casos. Veja aquém a tábua com os dados dos principais municípios da região.

De 2020, até o momento, Minas Gerais registrou 84.529 casos prováveis (casos notificados, exceto os descartados) de dengue. Desse totalidade, 58.126 foram confirmados para a doença.

Entre os principais municípios do Triângulo, Cimo Paranaíba e Noroeste de MG, Uberaba foi o que teve o maior número de casos prováveis da doença (2.141), seguido de Uberlândia (2.030). Na ordem, aparecem Ituiutaba (1.206), Patos de Minas (811), Paracatu (629) e Araxá (141).

Em relação às mortes por dengue, Minas Gerais tem 57 em investigação. Há 13 óbitos confirmados em 2020 em todo o estado, registrados nas cidades de Alfenas (1), Belo Horizonte (1), Planície Verdejante (2), Canápolis (1), Carneirinho (1), Guaxupé (1), Itamarandiba (1), Itaobim (1), Medina (1), Novidade Lima (1) e Santa Luzia (1) e agora em Paracatu (1).

No estado, são 3.123 casos prováveis de chikungunya desde o início do ano, sendo que 1.689 foram confirmados. Três óbitos estão em investigação. No ano pretérito, 2.800 casos prováveis de chikungunya foram registrados no estado e houve um óbito pela doença em Patos de Minas.

O ultimo boletim aponta que no Triângulo, Cimalha Paranaíba e Noroeste de MG, foram registrados 46 casos prováveis da doença, sendo Uberlândia (7), Uberaba (32), Patos de Minas (2), Araxá (4) e Paracatu (1).

Com relação à zika, neste ano, foram registrados 479 casos prováveis em Minas; destes, 144 foram confirmados. Em 2019, foram 699 casos prováveis no estado, sendo 158 em gestantes.

No Triângulo e Cima Paranaíba, há 38 casos prováveis da doença. Entre as principais cidades, Uberaba tem 36 registros prováveis da doença e Araxá tem dois.

Casos prováveis de dengue, chikungunya e zika nas principais cidades do Triângulo, Basta Paranaíba e Noroeste de MG

Lugar de residênciaDengueChikungunyaZika
Uberlândia2.03007-
Uberaba2.1413236
Patos de Minas81102-
Araxá1710402
Ituiutaba1.206--
Paracatu62901-
Totalidade6.9884638

[ad_2]
Nascente Notícia -> :Fonte Notícia