Grupo Imobiliário Lopes registra lucro líquido de R$1,952 bi no 4º tri

[ad_1]

A Rede Lopes (LPSB3) reportou lucro líquido de R$1,952 bilhão no quarto trimestre de 2020, subida de 14% na presença de igual período do ano anterior, conforme relatório guiado ao mercado.

De concordância com o documento, a receita líquida aumentou 21%, para R$ 53,88 milhões. O Ebitda teve expansão de 45%, para R$ 18,76 milhões. A margem Ebitda passou de 29,2% para 34,8%.

Já o resultado financeiro cresceu 26%, para R$ 1,013 bilhão.

Rede Lopes (LPSB3) reporta lucro líquido de R$1,952 bi no 4º tri, alta de 14%

Lopes

De consonância com o Valor Econômico, os juros baixos, apesar da subida recente, a oferta de crédito habitacional e a demanda reprimida por imóveis vão resultar em possante prolongamento dos lançamentos por meio da rede de imobiliárias Lopes neste ano. Há previsão, segundo o presidente, Marcos Lopes, de aumento de 62% da parcela intermediada pela rede no Valor Universal de Vendas (VGV) apresentado por incorporadoras, para R$ 7,4 bilhões.

“O ciclo imobiliário só não será maior por pretexto da pandemia de covid-19. Sem a pandemia, o prolongamento seria ainda mais superabundante”, diz o empresário. Na avaliação de Lopes, as condições macroeconômicas favoráveis à demanda por imóveis não irão mudar e, ainda que mais lento do que o esperado, há um processo de vacinação em curso, também positivo para o mercado à medida que avança.

Considerando-se também a secção que será lançada por meio das empresas próprias de vendas das incorporadoras e de outras redes de imobiliárias, o totalidade de lançamentos dos quais a Lopes fará secção chegará a R$ 14,1 bilhões.

A rede

A decisão final em relação aos lançamentos projetados depende de cada incorporadora. Atualmente, os estandes de vendas estão fechados na cidade de São Paulo – maior mercado imobiliário do país -, o que desestimula a apresentação de novos projetos para as classes média e subida,  cuja compra depende mais da visitação aos plantões do que a compra de unidades do programa habitacional Morada Verdejante e Amarela.

Segundo Lopes, “um ou outro lançamento”, que já contava com possante trabalho de pré-vendas tem sido realizado. No entendimento do empresário, o fechamento dos estandes provoca protelação da maioria das apresentações de projetos ao mercado, mas “postergado não é cancelado”. “Quando o lançamento transpor, terá demanda. Não se extingue a demanda, se reprime”

Ele ressalta que não houve paralisação das vendas, que têm ocorrido digitalmente.


[ad_2]
Manadeira Notícia -> :Fonte da Notícia -> Clique Aqui