tradição dos presépios se mantém em Santa Luzia mesmo com pandemia

[ad_1]

Ana Virgínia Gabrich

Dezembro é um mês pleno de expectativas. A chegada do Natal traz lembranças da puerícia, dos encontros de família, da espera pela chegada do papai-noel, das cores e luzes que enfeitam as casas e cidades. Em Minas Gerais dezembro é ainda mais privativo. Além das tradicionais árvores natalinas, as casinhas coloridas de suas cidades históricas guardam a formosura e originalidade dos presépios. Recontar a história do promanação do Menino Jesus é tradição, passada de geração em geração, e que a todos encanta com sua formosura e simplicidade.  

Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte, é uma dessas cidades que guarda essa formosa tradição que, de tão poderoso, deu início ao rotação de presépios. O giro é formado por 42 presépios montados pelas próprias famílias, que abrem suas casas à visitação durante o período do Natal.

📸Clique na foto supra  e confira a galeria completa!

Ocupando cômodos inteiros ou exclusivamente um pedacinho da sala, cada presépio possui seu charme, sua formosura e seu magia. Seja recriando a tradicional cena da manjedoura no estábulo, trazendo o envolvente rústico das fazendas, as luzes das cidades ou até mesmo pedacinhos de todos os cantos do mundo, os presépios têm um quê de mineiridade, de aconchego, de guarida.

“Até pessoas desconhecidas podem entrar para ver os presépios?” Perguntam os visitantes, espantados, aos moradores da cidade. “Sim, e sempre levam uma balinha, um chocolate ou docinho de leite porquê presente”, diz uma das moradoras.

Mas todo esse aconchego e essa leveza, infelizmente, não poderão ser vividos em 2020. Os tempos atuais pedem cautela e responsabilidade, e penetrar as casas não é mais uma opção viável. Mas toda essa magia não pode ser perdida. E assim, alguns moradores reinventaram a maneira de homenagear o menino Jesus.

Que tal dar uma “espiadinha” pela janela e contemplar um presépio? Essa foi a escolha pensada pela família Gabrich para manter viva essa tradição. O presépio principal foi montado na sala medial, trazendo o sarapintado dos panos de pedra e caco de vidro e a variedade das peças.

LEIA TAMBÉM:
Não entre os palacianos, mas no lugar da vulnerabilidade
Na noite escura, uma moço é luz
Por que Darth Vader está no presépio do Vaticano?

Já a sala ao lado – e suas janelas – abriga uma coleção de pequenos e variados presépios, que recontam o promanação de Jesus de jeitos diferentes, ora numa casca de noz, ora numa cabaça ou até mesmo numa xícara de moca!

Em meio a tantas preocupações em um ano tão atípico, a possibilidade de olhar pela janela e ver essa cena tão significativa para a vida dos católicos renova as esperanças por dias melhores e traz um pouquinho da acolhida e hospitalidade do povo mineiro.

Algumas famílias atualizaram a tradição com presépios pela janela (Fotos: Ana Virgínia Gabrish)Algumas famílias atualizaram a tradição com presépios pela janela (Fotos: Ana Virgínia Gabrich)

Confira mais fotos clicando na imagem que abre a matéria!Confira mais fotos clicando na imagem que abre a material!

Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?


[ad_2]
Nascente Notícia -> :Fonte Notícia