Secretário de Esportes de Santa Luzia é despedido em seguida tomar vacina contra Covid

[ad_1]

Prefeitura identificou que uma das 1.524 doses recebidas pela cidade havia sido desviada

A prefeitura de Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte, informou nesta quarta-feira (27) que o secretário municipal de Esportes, Marco Aurélio Silva, foi despedido do função em seguida a confirmação de que ele foi vacinado contra o coronavírus indevidamente. Outros servidores que participaram da ação também foram exonerados.

Conforme nota de explicação emitida pelo Executivo, depois auditoria preparatório realizada pela Secretaria Municipal de Saúde, foi identificado o meandro de uma ração da Coronavac do primeiro lote recebido pelo município, que teria sido aplicada em um habitante que não faz secção do grupo prioritário, que são os servidores do setor que atuam na risca de frente de combate à pandemia.

Logo, depois apuração e intercepção de dados, foi constatado que o secretário havia sido vacinado. "Em função disso, todos que participaram desta ação, seja direta ou indiretamente, foram exonerados na manhã de hoje (27). Será lhano ainda hoje um processo administrativo e feita a ocorrência policial para que todas as medidas necessárias administrativas e criminais sejam tomadas", disse a prefeitura.

Ainda de consonância com a prefeitura, toda equipe da Secretaria Municipal de Saúde está sendo reorientada sobre a campanha de vacinação, inclusive a reverência das consequências de se faltar com as determinações estabelecidas em Nota Técnica encaminhada pelo Ministério da Saúde.

"Vale ressaltar que o meandro aconteceu apesar de todas as medidas tomadas para que a vacinação ocorresse de forma organizada e segura. Agora, os protocolos serão reforçados para que tal ato não volte a intercorrer na cidade", completou.

De negócio com dados da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, Santa Luzia recebeu, nessa primeira remessa, 1.524 doses da vacina do Instituto Butantan feita em parceria com o laboratório Sinovac Biotech. Quantidade é suficiente para imunizar 762 pessoas, ou murado de 0,35% da população totalidade.

A reportagem de tentou entrar em contato com Marco Aurélio para se posicionar a reverência do caso, mas sem sucesso. O espaço está lhano para esclarecimentos. A prefeitura não divulgou quem e quantos funcionários foram demitidos por conta disso.

---

Em tempos de desinformação e pandemia, o jornal reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode encarregar. Continue nos apoiando. Assine .


[ad_2]
Manancial Notícia -> :Fonte Notícia