Regulamentação, tendências e novas tecnologias estarão na tarifa de discussão do Salão do Scooter que acontece no Anhembi – MinutoMotor

[ad_1]

O Salão do Scooter, que acontece entre 13 e 16 de outubro no Pavilhão de Exposições do Anhembi (SP), vai promover uma ampla discussão sobre a mobilidade urbana e os impactos do prolongamento do uso dos scooters e motonetas no trânsito. Para isso, a organização do evento firmou parceria com o Simefre (Sindicato Interestadual da Indústria de Materiais e Equipamentos Ferroviários e Rodoviários), em conjunto com a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), e com a Anfamoto (Associação Pátrio dos Fabricantes e Atacadistas de Motopeças), para estimular a discussão de medidas que possam alavancar a emprego dos motociclos porquê modal de transporte urbano reconhecido. Entre outras atividades, o Salão do Scooter promoverá test-rides de veículos elétricos e à esbraseamento.

Com o objetivo de reunir o setor, que ainda não conta com um evento específico para o segmento de duas rodas, o Simefre promoverá um ciclo de palestras para todos os segmentos da calabouço de negócios, porquê montadoras, concessionarias, investidores, atacadistas, lojistas, oficinas especializadas e o público interessado, entre outros. As palestras abordarão temas porquê tendencias de novas tecnologias, processos e materiais para a indústria de duas rodas e regulamentação das elétricas, pois apesar do crescente número de veículos de duas rodas emplacados, uma boa secção dos motociclos elétricos não é emplacada, circulando em espaço restritos.

O público pode se inscrever para participar das palestras, a partir do dia 13. Entre elas: Porquê manter seu scooter sempre em perfeitas condições de uso e porquê isso afeta a sua segurança; O estilo scooter: jovialidade e modernidade urbana em qualquer idade; Economia: o dispêndio por km de scooter, motocicleta de subida cilindrada e veículo médio; Equipamento individual de segurança: porquê incrementar e estimular o uso adequado; Scooter ou motocicleta: vantagens e desvantagens de cada estilo; Do carro ao scooter: ideias para uma transmigração ecológica, inteligente, segura e econômica – consumidor e O scooter no mundo: porquê as nações pelo planeta integram a motoneta porquê modal urbano.

Imagens Divulgação

Confira aquém o calendário dos debates:
13/10:
13h30. Os desafios da mobilidade urbana individual, presente e horizonte: qualidade de vida e autonomia
14h30. Porquê preparar a cidade para conviver com veículos de duas rodas: reflexão sobre a ocupação da via pública
16h00. Mobilidade Elétrica: Eletrificação e Inovação, por J.L Albertin (ABNT)
14/10
11h00. A formação do motociclista e a pilotagem defensiva: soluções para formar pilotos seguros e atentos às normas
14h00. O reverência no tráfico: estimular a teoria de dividir a via e desencorajar a meio perigosa e/ou arriscada
15h00. Por que as autoridades de trânsito ignoram a existência de uma crescente frota de motocicletas e scooters?
16h00. Pit Stop Riffel, por Duglas Greuel

SERVIÇO
Salão do Scooter

De 13 a 16 de outubro
Pavilhão de Exposições do Anhembi – Av. Olavo Fontoura, 1209, Santana, São Paulo, SP
Horários:
Quinta-feira, 13/10: das 16h00 às 22h00
Sexta-feira, 14/10: das 14h00 às 22h00
Sábado, 15/10: das 12h00 às 22h00
Domingo, 16/10: das 12h00 às 20h00
Ingressos:
À partir de R$ 50
Informações:
www.salaoscooter.com.br


[ad_2]
Manadeira Notícia -> :Fonte da Notícia -> Clique Aqui