Família é sequestrada e mantida refém por criminosos em Santa Luzia

[ad_1]

Uma das vítimas afirmou aos bandidos que poderia pegar numerário emprestado com um camarada em Vespasiano; no trajeto para a cidade, saiu do carruagem e pediu socorro

Quatro integrantes de uma família viveram momentos de terror na noite dessa quinta-feira (26), depois terem a própria moradia invadida, e serem sequestrados e mantidos em cárcere privado por três bandidos. O transgressão aconteceu em Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte.

As quatro pessoas, entre elas uma moço de somente 6 anos, conseguiram pedir socorro quando os suspeitos decidiram levá-las até Vespasiano, onde o parente mais velho, um varão de 40 anos, garantiu conseguir moeda para libertar a todos. No trajeto, os sequestradores pararam em um posto de gasolina, ele saiu do carruagem e correu até um batalhão da polícia. 

Depois patrulhamento, exclusivamente um dos suspeitos pôde ser encontrado. Trata-se de um varão de 28 anos que oferecia suporte de coche à ação, caso uma fuga rápida fosse necessária. Os outros dois é que eram responsáveis diretos por manter o sequestro. Depois a fuga do varão de 40 anos, os bandidos liberaram as duas mulheres, uma de 28 e a outra de 25 anos, e a gaiato em um bairro distante de Santa Luzia. O coche da família foi deixado pelos suspeitos em um terceiro bairro. 

Entenda

O sequestro começou por volta de 20h30 dessa quinta-feira (26), quando dois dos criminosos invadiram a lar da família, localizada na avenida Redelvim Andrade, no bairro Boa Esperança, em Santa Luzia. 

No imóvel havia um varão de 40 anos, sua namorada de 28, a mana dela, uma mulher de 25 anos, e a sobrinha dela, que tem exclusivamente 6. Os suspeitos, muito agressivos, exigiram que eles entregassem numerário, joias e outros objetos. 

Mas, o morador da moradia garantiu aos criminosos que não tinha zero para dar a eles, mas poderia conseguir R$ 5.000 com um camarada em Vespasiano, cidade próxima a Santa Luzia, também na região metropolitana de BH. 

Os dois suspeitos, logo, entraram no coche do varão e obrigaram todos os quatro moradores da mansão a embarcar. O criminoso impedido, de 28 anos, seguiu o grupo em seu próprio carruagem, um Ford Fiesta de cor prata.

Durante o trajeto para Vespasiano, os suspeitos precisaram parar em um posto de gasolina para abastecer. Aproveitando o momento de distração, a vítima de 40 anos conseguiu terebrar a porta do coche, desceu e correu até um batalhão da Polícia Militar. Os policiais começaram, logo, a procurar os bandidos na região. 

Em seguida alguns minutos, descobriram que as três mulheres haviam sido deixadas no bairro Novo Meio. Dois dos suspeitos escaparam no carruagem da vítima, mas deixaram o veículo mais tarde no bairro Monte Carlo, também em Santa Luzia. 

O único suspeito represado escapou no próprio coche. No entanto, ele não conseguiu ir para longe, e acabou recluso durante fuga pelo bairro Pérola Negra. Os militares encontraram uma trunfa ninja no carruagem. 

Depois dos primeiro respiro sossegado por ter conseguido evadir, o varão de 40 anos conseguiu narrar à PM que os criminosos entraram pela porta da mansão, ocasião àquela hora da noite. Os suspeitos, segundo ele, eram muito violentos e a todo momento retiravam os carregadores das armas para mostrar que a situação era séria. Durante a viagem com fado a Vespasiano, os bandidos ainda arremessaram celular, carteira e todos os cartões do varão de 40 anos pela janela do carruagem. 

A participação do motorista do Ford Fiesta no delito foi invenção, aliás, pelas próprias vítimas. Isto porque, durante todo o caminho, um dos criminosos questionava ao outro: "cadê o nosso coche?".

A ocorrência seguiu para a delegacia de plantão da cidade, onde foi encerrada. Os dois criminosos responsáveis por render a família ainda estão foragidos. 


[ad_2]
Nascente Notícia -> :Fonte Notícia