Covid-19: agendamento prévio para vacinação em Santa Luzia impede aglomerações

[ad_1]

Município da região metropolitana de Belo Horizonte, cuja ocupação de leitos de UTI está em 100%, começou na segunda-feira (5) a emprego de primeiras doses para idosos com 65 anos

Intervalo mínima de um metro entre uma cadeira de plástico e outra, marcações no soalho e emprego de doses mediante agendamento prévio são três entre as estratégias adotadas pela Prefeitura de Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte, para impedir a formação de aglomerações nos espaços dedicados à vacinação de moradores contra o coronavírus.

À manhã de quinta-feira (8), o município iniciou pelo terceiro dia seguido a imunização de pessoas com idades entre 65 e 69 anos – grupo prioritário para a Secretaria Municipal de Saúde que até o início de abril garantiu a imunização de profissionais de saúde, moradores de instituições de longa permanência, funcionários da segurança municipal e membros de comunidades quilombolas. Em relação à população idosa, público vulnerável às formas graves da Covid-19, o município reforçou ter distribuído doses àqueles maiores de 70 anos.

Entre os muro de trinta endereços habilitados pelo município para emprego de doses do imunizante contra a Covid-19 está um dos salões principais do clube do Serviço Social do Negócio (Sesc) no bairro Belo Vale, em Santa Luzia. No lugar, foram dispostas cadeiras com separação de um metro para prometer o retiro mínimo entre o público que aguarda a imunização, porquê também foram feitas marcações no piso para que seja respeitada a intervalo. Essas medidas, tal qual a exigência de agendamento prévio para emprego da vacina, são estratégias para evitar aglomerações nos postos de vacinação – a preocupação é principalmente consistente pelo vestimenta da cidade ter registrado, nesta quinta-feira, taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de 100%.

Cenário

Cidade na região metropolitana de Belo Horizonte, Santa Luzia responde por murado de 6.000 dos diagnósticos de coronavírus registrados pelo Estado de Minas Gerais até a tarde de quinta-feira (8), segundo boletim epidemiológico mais recente publicado pela Secretaria Municipal de Saúde. Exclusivamente nas últimas 24 horas foram 49 casos confirmados na região, e ali o número de óbitos pela Covid-19 é 236. A ocupação dos leitos de UTI do Hospital São João de Deus, talhado a receber pacientes diagnosticados com a infecção, atingiu 100% em Santa Luzia – taxa também é elevada em relação às unidades na enfermaria, cuja taxa de ocupação bateu 75%.

Em meio à situação alarmante da ocupação hospitalar, a Prefeitura de Santa Luzia conseguiu prometer a emprego de 23.936 doses do imunizante contra o coronavírus. Entretanto, agora, o município detém menos de milénio doses disponíveis – essas restantes serão destinadas à emprego de segundas doses para profissionais de saúde e idosos que estão sendo vacinados nesta semana. Em nota à reportagem, o município detalhou que pretende priorizar à próxima ampliação a vacinação de pessoas com idades entre 60 e 65 anos, o que, no entanto, depende diretamente do recebimento de mais doses.

Idosos com idades entre 65 e 69 anos já podem se vacinar na cidade, e para receber o imunizante é necessário realizar um agendamento prévio na Unidade Básica de Saúde Referência da região onde vive o morador. À hora da vacinação é necessário portar os seguintes documentos: originais e cópias de RG, CPF e comprovante de residência. A seguir, confira lista com as unidades básicas do município:

Superior São Cosme – 3635-6583;

Baronesa – 3634-3500;

Bom Sorte – 3641-5294;

Bom Jesus – 3649-6864;

Bonanza – 3641-5261;

Caribé – 3634-2135;

Celso Diana – 3637-2446;

Riacho das Calçadas – 3641-5239;

Cristina A – 3636-3103;

Duquesa – 3634-0252;

Frimisa – 3641-5229;

Industrial Americano – 3649-6865;

Jabaquara – 3641-6970;

Londrina – 3636-2351;

Luxemburgo – 3634-2449;

Morada do Rio – 3649-6021;

Nossa S. das Graças – 3642-1008;

Novidade Conquista – 3634-9409;

Pinhões – 3641-9110;

Santa Rita – 3641-4386;

São Cosme – 3634-9161;

São Geraldo – 3641-5325;

SESC – 3637-4573;

Tia Lita – 3636-4522;

Vale das Acácias – 3649-7548;

Via Escola -3641-2240;

Virgem dos Pobres – 3637-3393.

---

Em tempos de desinformação e pandemia, o jornal reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode encarregar. Continue nos apoiando. Assine .


[ad_2]
Manancial Notícia -> :Fonte Notícia