Cidades do Triângulo, Cume Paranaíba e Noroeste de MG têm quase 1,5 milénio Triângulo Mineiro

[ad_1]

O levantamento leva em consideração as notificações feitas pelos municípios no período de 29 de novembro de 2020 à 24 de fevereiro de 2021. Ainda segundo o documento, as regiões também somam 16 casos prováveis de febre chikungunya e 12 casos prováveis de zika (veja aquém).

Casos prováveis de dengue, chikungunya e zika nas principais cidades do Triângulo, Supino Paranaíba e Noroeste de MG

Lugar de residênciaDengueChikungunyaZika
Uberlândia16402-
Uberaba5770904
Patos de Minas113--
Araxá09-
Ituiutaba370303
Paracatu31--
Totalidade9311407

Conforme o boletim, Minas Gerais registrou 6.682 casos prováveis (casos notificados exceto os descartados) de dengue entre o final de novembro e 24 de fevereiro. Deste totalidade, 1.969 casos foram confirmados para a doença.

Entre os principais municípios do Triângulo, Superior Paranaíba e Noroeste de MG, Uberaba foi o que teve o maior número de casos prováveis da doença (577), seguido de Uberlândia (164). Patos de Minas tem 113, Ituiutaba tem 37, Paracatu tem 31 e Araxá tem 9.

Em relação às mortes por dengue, foi confirmada uma morte por dengue em Paracatu no período. No último ano, foram 12 óbitos confirmados em todo o estado, registrados nas cidades de Alfenas (1), Belo Horizonte (1), Prado Verdejante (2), Canápolis (1), Carneirinho (1), Guaxupé (1), Itamarandiba (1), Itaobim (1), Medina (1), Novidade Lima (1) e Santa Luzia (1).

No estado, foram registrados 1.303 casos prováveis de chikungunya entre o final de novembro e 24 de fevereiro; destes, 604 foram confirmados. Não houve mortes pela doença em Minas Gerais até o momento.

No Triângulo, Tá Paranaíba e Noroeste de MG, há casos prováveis da doença registrados em Guarda-Mor (01), Ituiutaba (03), Pirajuba (1), Uberaba (09) e Uberlândia (02).

Em 2020, Minas Gerais teve 3.051 casos prováveis de chikungunya, com 1.657 confirmados.

Com relação à zika, foram registrados 63 casos prováveis em Minas; destes, quatro foram confirmados. Não houve mortes pela doença em Minas Gerais até o momento.

No Triângulo e Eminente Paranaíba, são 12 casos prováveis da doença registrados. Conceição das Alagoas (01), Ituiutaba (03), Santa Vitória (04), Uberaba (04).

Em 2020, o estado encerrou com 464 prováveis, sendo 144 confirmados.


[ad_2]
Nascente Notícia -> :Fonte Notícia