Brasileiros impedidos de transpor do Peru relatam falta de pedestal do governo do Brasil – Pátrio

[ad_1]

Dezenas de brasileiros impedidos de deixar o Peru relatam ao do Exrcito peruviano contra cidados brasileiros no Aeroporto Internacional Jorge Chvez, em Lima, e falta de suporte do Itamaraty aps o governo Martn Viszarra estatuir quarentena e o fechamento de fronteiras do pas no domingo, 15, aps o avano do novo coronavrus.

O grupo de mais de 60 turistas se encontra, em sua maioria, em Lima e Cuzco, mas h tambm brasileiros em Chicama, no Setentrião do Peru.

A falta de espeque foi vista pelo gestor de empresas derson Oliveira, 33 anos, de Salvador. Ele afirma que chegou ao aeroporto pela manh para remarcar para hoje seu retorno ao Brasil. A viagem inicialmente estava programada para o dia 24. Segundo ele, no incio da tarde o exrcito peruviano entrou no terminal solicitando a sada de todos os passageiros sem bilhetes marcados para esta segunda, 16.

"O Exrcito entrou no aeroporto e mandou que todos sassem, todos que no tivessem passagem para hoje. O pessoal da companhia area fechou o guich, no deu qualquer suporte", afirma Oliveira, que seguiu para a embaixada brasileira em Lima, no bairro turstico de Miraflores. "No conseguimos falar com nenhum representante e no houve nenhum tipo de esteio. No pegaram nosso telefone e nem perguntaram se queramos uma gua, se precisvamos de qualquer tipo de pedestal".

"Deixaram ns, cidados brasileiros, a merc da situao e a gente no sabe o que fazer", afirma.

A quarentena obrigatria e o fechamento das fronteiras no Peru foram decretadas no domingo, 15, aps o pas registrar 28 novos casos de infeco pelo novo coronavrus em exclusivamente um dia. A determinao vlida at o dia 30 de maro. Ao todo, 71 casos confirmados da doena foram registrados no pas vizinho.

A medida permite s Foras Armadas e polcia atuar para manter a ordem pblica e impedir a aglomerao de pessoas ruas. Somente farmcias, bancos e mercados de provisões permanecero abertos.

De concordância com o governo peruviano, as Foras Armadas e a polcia ajudaro a manter a ordem pblica, impedindo aglomerao de pessoas. Exclusivamente farmcias, bancos e mercados de provisões e produtos essenciais estaro abertos. Empresas reas afirmam que enfrentam dificuldades em entrar e transpor do Pas desde que o decreto presidencial entrou em vigor.

Doena est deixando vtimas na sia e j foi diagnosticada em outros continentes; Organizao Mundial da Sade est em alerta para evitar epidemia
Procurado, o Itamaraty respondeu reportagem que a embaixada brasileira em Lima "est consciente da situao" envolvendo a quarentena e "em contato frequente com todos os cidados brasileiros". Segundo a pasta, h 3770 turistas impedidos de deixar o Peru.

"A Embaixada do Brasil em Lima continua fazendo gestes junto ao governo peruviano e empresas de transporte para, na medida do possvel, tentar concordar o retorno dos turistas", afirma o Itamaraty, em nota.

A mensagem, no entanto, rebatida por outros brasileiros presos no Peru. O bancrio Leandro Quintela, 34, do Rio de Janeiro, afirma ter ido pessoalmente ao consulado brasílico em Lima escoltado da esposa, mas apesar de ter conseguido falar com funcionrios no lugar, no tiveram resposta sobre a situao dos turistas.

"As informaes que foram passadas eram aquelas que j tnhamos: estava fechado, no tinha previso de reabrir. A funcionria, no entanto, no sabia informar qual a postura do consulado e nem a do governo, somente que estavam sendo realizadas reunies e que no poderia dar nenhuma previso de quando sairia esse posicionamento", relata Quintela.

"Tem turista que o voo j foi cancelado, muitos esto sem onde permanecer. No sabemos se teremos numerário para remunerar outro hotel ou no", afirma o inspetor de eltrica Daniel Mattos, 39, que mora no Rio. "Est complicado".

A recepcionista Gisele Silveira, 32, tambm do Rio, relata que planejava permanecer no Pas at a prxima sexta, 20. Transplantada renal h quatro anos, ela alega que realiza tratamento com imunossupressores e tem pavor de ter a sade prejudicada pelo fechamento das fronteiras. "Estou em pnico pois no sei o que vou fazer se meus medicamentos acabarem", afirma.

COM A PALAVRA, O ITAMARATY

"Informamos que a Embaixada do Brasil em Lima est consciente da situao e em contato frequente com todos os cidados brasileiros que a procuraram reportando eventuais dificuldades de deslocamento, buscando repassar-lhes informaes relativas a limitao de movimentao. A Embaixada do Brasil em Lima continua fazendo gestes junto ao governo peruviano e empresas de transporte para, na medida do possvel, tentar concordar o retorno dos turistas.

De contrato com o servio de migraes do governo peruviano, h hoje 3.770 turistas brasileiros naquele pas. Lembramos que, desde ontem, est em vigor no Peru estado de emergncia e tambm uma quarentena determinada pelo governo.

Tendo em vista tratar-se de uma crise global, recomenda-se ao cidado brasiliano obedecer estritamente as orientaes das autoridades do pas onde se encontram.

As embaixada e/ou consulados responsveis seguem disposio dos cidados brasileiros que necessitem e procuraro prestar toda a assistncia consular possvel".


[ad_2]
Manancial Notícia -> :Fonte Notícia