Portal Santa Luzia Net - Pagina Inicial


Receba Nossas Noticias diretamente no seu email

Bandidos sequestram família de gerente para tentar roubar banco em Itabira



Os filhos da mulher e o marido dela foram mantidos reféns em uma cidade na região metropolitana de BH durante o delito

A gerente de uma dependência do banco Sicoob em Itabira, na região Mediano de Minas Gerais, seu marido e seus dois filhos foram sequestrados e mantidos reféns por um quadrilha entre a noite de quinta-feira (12) e a manhã desta sexta-feira (13). Depois levarem os familiares da bancária para Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte, os criminosos seguiram com ela para a dependência na rua Jucá Machado, no meio de Itabira, e tentaram levar quantias guardadas nos cofres do banco – delito divulgado porquê “golpe do sapatinho”. 

A mulher, com ajuda de seus funcionários, chegou a retirar grandes pacotes de numerário do banco. No entanto, ao transpor com caixas nas mãos para entregar o numerário aos criminosos foi abordada por policiais militares, que estranharam o grande volume de numerário sob sua posse. Os suspeitos fugiram logo que avistaram a polícia e rastreamentos são feitos na região na tentativa de prender os integrantes do grupo. Até o momento, ninguém foi impedido. 

Agentes das polícias Militar e Social precisaram interromper o trânsito na rua para averiguar nas redondezas se os suspeitos ainda estavam por lá, assim porquê para checar se restara alguém no interno da agências. Os filhos da bancária, dois rapazes de 15 e 20 anos, e o marido dela também foram resgatados pela polícia e, agora, estão retornando para Itabira, onde serão ouvidos pelo representante responsável pelo caso nas próximas horas. 

Sequestro virou a noite

O cárcere durou uma noite inteira. À polícia, a gerente contou ter sido rendida pelos bandidos na noite de quinta-feira logo quando chegava em lar, assim porquê seu marido e seus filhos. Os quatro foram mantidos reféns durante toda a noite.

Na manhã desta sexta-feira, secção dos criminosos seguiu com o marido e os filhos da bancária para Santa Luzia, enquanto a outra secção seguiu com ela até a escritório. Eles determinaram que ela entregasse o numerário do resgate em uma rua vizinha, mas escaparam antes de serem abordados pela Polícia Militar. Em seguida a tentativa frustrada, os sequestradores abandonaram os familiares da mulher no Posto 13, também em Santa Luzia. 

Vizinhos assustados 

Um funcionário de um negócio vizinho à escritório bancária contou à reportagem que, por volta de 9h, inúmeras viaturas chegaram ao banco. Apesar da correria, segundo ele, não foram ouvidos gritos ou sons de disparo. Mesmo com a rua interdita, curiosos se aproximaram do endereço para deslindar o que estava acontecendo. 

“Os policiais fecharam as duas pistas da rua há mais ou menos uma hora e meia. Eu já tinha chegado para trabalhar, mas não vi zero. Não sabemos se tem refém. Não ouvimos barulhos de zero, de tiro, gritaria. Mas estamos trabalhando normalmente”, comenta.

Atualizada às 11h55. 



Nascente Notícia -> :Fonte Notícia

Junte-se ao Nosso Canal No Telegram - -
Junte ao nosso canal no Telegram e participe de todas a publicações em primeira mão -- 1243325

Clique Aqui e Participe Já



Os artigos aqui publicados foram recolhidos pela internet com referência as suas devidas fontes no campo (Fonte) e tem sua responsablidade de seus criadores, caso você se sinta ofendido ou queira a remoção de alguma informação favor entrar em contato conosco aqui



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mude para versão para dispositivos móveis deste site