Vendas do varejo caem 2,5% em março na presença de fevereiro

[ad_1]

As vendas do negócio varejista caíram 2,5% em março na presença de fevereiro, na série com ajuste sazonal, informou nesta quarta-feira (13) o Instituto Brasiliano de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado veio dentro do pausa das estimativas dos analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast, do sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, que esperavam desde uma queda de 16% a progressão de 0,8%, mas foi melhor que a mediana, que apontava queda de 4,7%.

Na confrontação com março de 2019, sem ajuste sazonal, as vendas do varejo tiveram baixa de 1,2% em março de 2020. Nesse confronto, as projeções iam de uma queda de 20% a elevação de 4,5%, com mediana negativa de 3,6%.

As vendas do varejo restrito acumularam prolongamento de 1,6% no ano e subida de 2,1% em 12 meses.

Quanto ao varejo ampliado, que inclui as atividades de material de construção e de veículos, as vendas caíram 13,7% em março diante de fevereiro, na série com ajuste sazonal. O resultado veio dentro do pausa das estimativas dos analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast, que esperavam um recuo entre 22,5% e 7,8%, com mediana negativa de 14,35%.

Na conferência com março de 2019, sem ajuste, as vendas do varejo ampliado tiveram baixa de 6,3% em março de 2020. Nesse confronto, as projeções variavam de uma redução entre 25,0% e 2,6%, com mediana negativa de 7,5%.

As vendas do negócio varejista ampliado ficaram estáveis no ano e tiveram aumento de 3,3% em 12 meses.


[ad_2]
Nascente Notícia -> :Fonte Notícia