Rodízio em Santa Luzia, na Grande BH, começa nesta segunda-feira, 22

[ad_1]

Decreto publicado pela Prefeitura de Santa Luzia, na Grande BH, na última sexta-feira (19), determina novas regras para o funcionamento dos serviços não essenciais a partir desta segunda-feira, 22.

Nas próximas duas semanas, os serviços funcionarão em dias alternados, durante 3 dias na semana. O decreto é válido até, pelo menos, dia 05 de julho. Bares e restaurantes somente poderão funcionar com entregas.

As atividades presenciais em igrejas e templos religiosos serão limitadas a no sumo 10 pessoas por evento. Academias não podem funcionar.

Somente poderão funcionar todos os dias o negócio importante, porquê farmácias, supermercados, padarias, postos de gasolina, entre outros. Indústrias, construção social, transportadoras, bancos, lotéricas, clínicas e laboratórios podem funcionar de segunda a sábado.

A seguir os setores que poderão funcionar na segunda-feira, quarta-feira e sexta-feira:

  • Auto peças, automotivo e oficinas, agências de veículos e locadoras;
  • Óticas, relojoarias, bijuterias;
  • Eletrodomésticos, móveis e colchões;
  • Artigos de festas, bomboniere;
  • Cosméticos e perfumaria;
  • Embalagens e limpeza;
  • Loja de conveniência e floristas;
  • Shopping Popular São Bento (Box número par);

A seguir os setores que poderão funcionar na terça-feira, quinta-feira e sábado:

  • Material de construção;
  • Armarinho, utilidades do lar;
  • Leito, mesa e tecidos;
  • Vestuário e artigos esportivos;
  • Calçados, bolsas e acessórios;
  • Escritório e loja de serviços;
  • Despachantes e corretoras;
  • Barbearia e salão de formosura;
  • Shopping Popular São Bento (Box número sempar);

A seguir os setores que podem funcionar de segunda-feira a sábado:

  • Industrias em universal;
  • Construção social;
  • Transportadoras, segurança e T.I;
  • Bancos e lotéricas;
  • Clínicas e laboratórios;
  • Produtos veterinários, rações e fertilizantes;

Setores que podem funcionar todos os dias da semana:

  • Posto de gasolina;
  • Gás e Chuva;
  • Borracharia;
  • Farmácia;
  • Padarias, supermercados;
  • Talho, abatedouros, e peixarias;
  • Sacolão e ovos;
  • Hotéis e pousadas;
  • Chaveiros;
  • Funerária;
  • Bancas de jornais e revistas;

De entendimento com a prefeitura de Santa Luzia, o enrijecimento das normas de funcionamento do negócio na cidade se faz necessária devido ao crescente número de casos da Covid-19 e a subida taxa de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) em Minas Gerais.

Dados do boletim da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) deste domingo (21), Santa Luzia registra 178 casos confirmados, sendo 90 em comitiva, 84 recuperados e 4 óbitos.

Rua Direita em Santa Luzia, MG
(Imagem Bernardo Gouvea/Wikimedia)

[ad_2]
Nascente Notícia -> :Fonte Notícia