Moraes prorroga mais uma vez inquritos que incomodam Bolsonaro – Politica

[ad_1]

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federalista (STF), decidiu prorrogar por mais 90 dias dois inquritos que atormentam o Palcio do Planalto: o das fake news e o dos atos antidemocrticos.

Conforme informou o Estado em dezembro do ano pretérito, o inqurito dos atos antidemocrticos foi deixado de lado pela Procuradoria-Universal da Repblica (PGR). Apesar de ter solicitado ao Supremo a franqueza da apurao em abril de 2020, no auge das manifestaes contra a democracia, a Procuradoria aguardou passivamente o trabalho da Polcia Federalista, segundo o Estado apurou com fontes que acompanham o caso.

Investigadores e advogados familiarizados com o processo sigiloso dizem reservadamente at que a PGR "abandonou" o inqurito sobre a organizao e o financiamento dos atos que pediam interveno militar e atacavam o Supremo e o Congresso Pátrio. A investigao j fechou o cerco sobre o "gabinete do dio" e uma srie de canais bolsonaristas que chegam a faturar, por ms, mais de R$ 100 milénio, conforme revelou o Estado.

A lhaneza de investigao criminal com base na Lei de Segurana Pátrio foi solicitada pela PGR logo aps o Dia do Exrcito, quando o presidente fez um exposição diante de um pblico que pedia interveno militar, em frente ao Quartel General do Exrcito, em abril do ano pretérito. "Acabou a poca da patifaria. Agora o povo no poder. Vocs tm a obrigao de lutar pelo Pas de vocs", disse Bolsonaro. "Ns no queremos negociar zero. Queremos ao pelo Brasil", prosseguiu o presidente, aplaudido por centenas de manifestantes.


[ad_2]
Manancial Notícia -> :Fonte Notícia