Mais de 10 milénio casos prováveis de dengue foram registrados em 2020 no Meio Meio-Oeste

[ad_1]

O Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), divulgado nesta quarta-feira (30), apontou que foram registrados no Meio-Oeste de Minas, até terça (29), 10. 390 casos prováveis de dengue.

Pará de Minas é a cidade da região com o maior número de casos prováveis de dengue no ano. De contrato com a SES-MG, foram notificados de janeiro até essa última semana de dezembro, 3.636 casos prováveis da dengue. Em segundo lugar, está Bom Despacho com 784 registros prováveis de dengue.

Dissemelhante dos levantamentos anteriores divulgados pela SES-MG, neste boletim não aparecem os números referentes aos registros das últimas quatro semanas. O atual informativo, considerou os números prováveis de dengue registrados pela pasta desde janeiro. O levantamento também seguiu esse mesmo padrão em relação aos casos prováveis de zika, chikungunya.

Outra mudança neste boletim é com relação aos registros de mortes. Nos anteriores apareciam os dados relativos a mortes suspeitas em investigação, agora, aparece somente os casos em que a suspeitas foram confirmadas, veja aquém.

No boletim desta quinta não houve mortes confirmadas no Meio-Oeste de Minas por dengue. Entretanto, o informe divulgado no dia 11 de novembro apontou que estavam sendo investigados 14 mortes suspeitas na região, sendo duas em Bom Despacho, quatro em Divinópolis, quatro em Carmópolis de Minas, três em Pará de Minas e uma em Pompéu.

De concórdia com o boletim, 44 cidades no Meio-Oeste registraram neste ano casos prováveis da doença. Ao todo, foram 10.390 registros, veja na tábua.

Casos prováveis de dengue na região nas últimas quatro semanas

CidadeCasos
Abaeté35
Araújos107
Arcos70
Bambuí22
Bom Despacho784
Candeias53
Capitólio114
Carmo da Mata286
Carmo do Cajuru32
Cedro do Abaeté1
Cláudio29
Regato Danta1
Riacho Fundo13
Divinópolis670
Dores do Indaiá23
Estrela do Indaiá6
Formiga582
Igaratinga225
Iguatama13
Itapecerica43
Itaúna185
Japaraíba8
Lagoa da Prata205
Leandro Ferreira36
Luz44
Martinho Campos88
Moema2
Novidade Serrana767
Oliveira40
Onça de Pitangui37
Pains120
Papagaios556
Pará de Minas3.636
Passa tempo2
Pedra do Indaiá5
Perdigão310
Pimenta23
Pitangui80
Piumhi280
Pompéu164
Santo Antônio do Monte583
São Gonçalo do Pará15
São Sebastião do Oeste93

O informe estadual aponta que em 2020, Minas Gerais registrou 84.373 casos prováveis (casos notificados exceto os descartados) de dengue. Desse totalidade, 58.068 casos foram confirmados para a doença.

De pacto com o boletim desta quinta-feira, no ano, Bom Despacho registrou 5 casos prováveis de febre chikungunya. Formiga, Itapecerica , Luz e São Sebastião do Oeste registraram um caso cada provável da doença

No Estado, foram registrados neste ano 3.051 casos prováveis da doença. Destes, 1.657 foram confirmados. Há três óbitos em investigação.

Em relação aos casos prováveis de zika, o boletim do Estado apontou que Abaeté registrou um caso, Novidade Serrana e Pains dois casos cada ao logo deste ano. Outras cidades que também tiveram registros prováveis de caso foram Papagaios e Pará de Minas, respectivamente 5 e 4.

Ainda segundo o governo estadual, em 2020, foram registrados 413 casos prováveis de zika. Destes, 135 foram confirmados para a doença.


[ad_2]
Manadeira Notícia -> :Fonte Notícia