Varão é estagnado em seguida assediar mulher em ônibus e dar soco em passageiro, em BH

[ad_1]

Motorista parou o ônibus na avenida Antônio Carlos e desceu para segurar as portas com o intuito de impedir que o suspeito fugisse antes da chegada da Polícia Militar

Um varão de 42 anos foi impedido na manhã de sexta-feira (12) suspeito de importunar sexualmente a passageira de um ônibus que seguia pela avenida Antônio Carlos, no bairro São Francisco, na região da Pampulha, e de ter agredido com um soco um rapaz que quis socorrê-la.

Ele foi levado à Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher, na região Meio-Sul de Belo Horizonte, e informações repassadas pela Polícia Militar (PM) indicam não ter sido a primeira vez que ele cometeu delito de assédio contra passageiras de ônibus.

Em prova em seguida a prisão do suspeito, a mulher relatou ter embarcado na manhã de sexta-feira em um ônibus da risca 415 do Move Metropolitano que liga o terminal São Benedito, em Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte, ao bairro Cidade Industrial.

Logo depois remoinhar pela roleta, ela permaneceu próxima daquele ponto com o intuito de seguir viagem ali. Conforme contou à Polícia Militar, depois alguns minutos sentiu o suspeito esfregando o próprio corpo no dela e, assustada, enviou mensagens pelo WhatsApp para uma amiga que também viajava no ônibus. A vítima relatou que não teria autorizado no assédio em um primeiro momento, uma vez que dias detrás havia também sido importunada sexualmente em um ônibus.

Assustada, a amiga caminhou até ela para socorrê-la e, quando percebeu a movimentação, o suspeito tentou fugir. Entretanto, ele foi preso pela mochila e um outro passageiro que notou a situação decidiu contê-lo aplicando um golpe publicado porquê “mata-leão”.

Foi neste momento que o suspeito deu um soco no queixo do rapaz de 20 anos. O motorista, logo, desceu do ônibus para substanciar a porta e impedir que o suspeito escapasse. Militares do Corpo de Bombeiros, cuja sede é em frente à estação onde o incidente de importunação aconteceu, ajudaram a sofrear o varão de 42 anos à espera da polícia.

Ele foi retido e levado à Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher.

---

Em tempos de desinformação e pandemia, o jornal reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode incumbir. Continue nos apoiando. Assine .


[ad_2]
Nascente Notícia -> :Fonte Notícia