Denúncia leva à prisão de idoso, inquietação de armas e dá pista sobre homicídio

[ad_1]

Durante a operação da Polícia Militar, um varão de 73 anos e o fruto dele, de 21, foram presos em flagrante por porte ilícito de armas de queima; uma das pistolas apreendidas pode ter sido usada em assassínio

Uma denúncia anônima levou à invenção de quatro armas ilegais, à prisão em flagrante de um idoso de 73 anos e o fruto dele, de 21, e ainda pode ter oferecido novas pistas sobre um assassínio ocorrido no mês pretérito na cidade em Sabará, região metropolitana de Belo Horizonte, na noite dessa sexta-feira (28). Também foram apreendidos R$ 23 milénio em espécie. 

A Polícia Militar foi informada de que, na residência de um idoso na cidade, haveria alguma quantidade de drogas e armas ilegais. Militares se deslocaram até o lugar assinalado pela denúncia que, na veras, era um bar de propriedade do varão. Por lá, encontraram uma revólver de calibre .22, carregada com 14 projéteis. 

Questionado pelos agentes, o idoso afirmou que a arma seria registrada e que os documentos estariam na lar dele. Os policiais foram até o lugar e encontraram, na porta da residência, o fruto do varão que, conforme o boletim de ocorrência, estava “frenético e com bastante susto”. 

Durante as buscas realizadas na mansão, foram encontrados um revólver calibre .22, outro, de calibre .32, e uma terceira arma, uma revólver calibre .45 ­– todas municiadas e “em quesito de uso”, segundo a corporação. Nenhuma delas estava registrada e ambos homens foram presos em flagrante e encaminhados à Delegacia de Plantão da Polícia Social de Santa Luzia, também na região metropolitana de Belo Horizonte. Na moradia, ainda foram apreendidos R$ 23 milénio em espécie.

O fruto do idoso relatou aos militares que estaria escondendo a arma de calibre .45 para um publicado, que seria traficante de drogas na região. Conforme informações anônimas coletadas pela Polícia Militar, a revólver teria sido utilizada em um homicídio que ocorreu no 21 de julho deste ano.

Na ocasião, um varão, que havia sido liberado da prisão para executar regime domiciliar uma semana antes de ser assassinado, foi alvejado com vários tiros e morreu em Sabará. De negócio com a polícia, há suspeita de que ele fora executado devido a rixas com traficantes da região. 


[ad_2]
Manancial Notícia -> :Fonte Notícia