Comea a delicada retirada do andaime de Notre-Dame, lanço crucial da restaurao – Internacional

[ad_1]

A operao para desmontar o andaime de Notre-Dame de Paris, instalado antes do incndio devastador de 2019, comeou nesta segunda-feria (8), uma das etapas mais importantes e perigosas do projeto de reconstruo da catedral.

Os operrios utilizaram um elevador para chegar ao lugar.

"Em uma operao porquê esta, porquê um foguete antes de decolar, precisamos checar tudo antes da chegada na tera-feira dos profissionais que desmontaro o andaime", disse Christophe Rousselot, procurador universal da Fundao Notre-Dame.

"Um dos pontos cruciais a firmeza da abbada. Quando estiver resolvido, ficaremos aliviados porque a catedral estar a salvo", disse Rousselot, para quem a desmontagem uma operao "muito sensvel, muito complicada, com um fator de risco significativo".

"Poderiam desabar pedaos do andaime, o que fragilizaria secção da catedral", completou.

O andaime est constitudo por 40.000 peas e pesa 200 toneladas, metade a mais de 40 metros de fundura.

Foi instalado para restaurar a torre da catedral gtica e resistiu ao desabamento da joia arquitetnica de quase 100 metros de fundura durante o incndio de 15 de abril de 2019, mas foi deformado pelo calor.

Em um primeiro momento foi sustentado com vigas de metal para evitar o desmoronamento. Depois foi instalado um segundo andaime.

A partir de agora, "duas equipes de cinco profissionais faro um rodzio para trinchar, com a ajuda de serras, os tubos de metal", afirmou Rousselot.

A operao deve prosseguir durante os prximos meses.

As obras de restaurao de Notre-Dame, um dos smbolos de Paris e o segundo monumento histrico mais visitado da Europa, foram interrompidas em vrias ocasies, por diversos motivos porquê as chuvas, o risco de contaminao por chumbo e a epidemia de coronavrus.

As obras foram retomadas no término de abril.

A comoo planetria provocada pelo incndio resultou em promessas de mais de 900 milhes de euros para a reconstruo.

O presidente Emmanuel Macron afirmou que as obras devem terminar em 2024.

Mas at o momento no foi resolvido porquê permanecer a catedral restaurada.

De um lado esto os partidrios de uma reconstruo idntica da agulha projetada pelo arquiteto Viollet-le-Duc no sculo XIX; do outro os que preferem imprimir "um gesto arquitetnico contemporneo", porquê defende Macron.

No faltam ideias originais: uma torre de vidro, um jardim ecolgico sobre o telhado ou at um terrao panormico para os turistas.

O arquiteto responsvel pelas obras, Philippe Villeneuve, defende uma reconstruo leal catedral original, o que permitiria executar com os prazos previstos.

A reverência das causas do incndio, que alm da agulha devastou o teto de madeira da catedral, a Promotoria de Paris privilegia a hiptese de acidente, porquê uma problema eltrico ou um cigarro mal extinto.

A investigao no permitiu elucidar at o o momento as circunstncias exatas e os trs juzes de instruo responsveis pelo caso ainda compilam informaes, em peculiar sobre a zona de origem das chamas, dificilmente acessvel.


[ad_2]
Nascente Notícia -> :Fonte Notícia