Barcelona proíbe “dark stores” de empresas de aplicativos – 27/01/2023

[ad_1]

Por Joan Faus

BARCELONA, Espanha (Reuters) - A câmara municipal de Barcelona aprovou nesta sexta-feira proibição totalidade às chamadas "dark stores", que são centros de produtos usados por empresas de aplicativos de entrega, aderindo a determinações semelhantes tomadas por outras cidades europeias porquê Amsterdã.

Tais lojas são porquê estabelecimentos comerciais de varejo, mas sem qualquer venda no lugar, somente entregas a partir deles. Aplicativos de delivery cresceram aceleradamente na Europa durante o isolamento social criado em resposta à pandemia, mas agora estão enfrentando crescentes críticas por justificação de seus efeitos sobre a vizinhança ao volta das dark stores.

A proibição decidida em Barcelona procura "preservar lojas (tradicionais) de vizinhança e a qualidade de vida dos moradores", afirma o projeto de lei que cita que as atividades das dark stores causam distúrbios excessivos na vizinhança.

A proibição vai entrar em vigor nos próximos dias, logo que for publicada no quotidiano solene da cidade, e vai atingir 21 dark stores, afirmou um porta-voz do governo.

As instalações terão que ser convertidas em galpões de mantimentos sem serviços de entrega ou em supermercados.

Barcelona também aprovou lei para forçar as "dark kitchens", cozinhas que produzem comida para atendimento de pedidos feitos em aplicativos, a serem localizadas somente em um província industrial no subúrbio da cidade.


[ad_2]
Nascente Notícia -> :Fonte da Notícia -> Clique Aqui