As mudanças de preços que ocorreram no Brasil nas últimas décadas

[ad_1]

Nas últimas décadas, o povo brasílico foi atingido por uma subida meteórica nos valores de produtos e serviços, sendo impactados diretamente por índices econômicos ou pelo novo poder aquisitivo, que historicamente renova-se e atualiza as condições de vida da população. Porém, em privativo com a chegada da pandemia, os consumidores passaram a sentir no bolso a desproporcionalidade entre renda e dispêndio, e hoje já criticam vorazmente as movimentações da balança de mercado. 

Desde a segunda metade dos anos 1990, quando o real atingiu pela última vez o valor de um dólar, provisões, itens de vestuário, serviços de telefonia e rede, equipamentos eletrônicos e basicamente todos os outros tipos de produtos encareceram absurdamente, acompanhando o aumento de um salário mínimo que, em julho de 1994, custava exclusivamente R$ 64,79. Porém, além da questão de oferta e demanda, muitas dessas altas possuem fundamentos na inflação, e essa importante variável indica mudanças radicais nos preços nacionais.

O quê é a inflação?

A inflação é o aumento dos preços de bens e serviços, e é a responsável por trazer impactos em limitado ou longo prazo na vida e no poder aquisitivo de uma população. Essa variação, indicada por movimentos cíclicos e naturais da economia, pode ocorrer pelo aumento da demanda e dos custos de produção, pela emissão do papel-moeda e pela redução das taxas de juros, fazendo com que o quantia "perda valor" e dando a sensação de que era provável comprar mais.

(Fonte: Webtudo / Reprodução)(Manadeira: Webtudo / Reprodução)

Porém, da mesma forma que a inflação pode afetar o preço médio dos produtos, esse aumento não ocorre de forma uniforme, ou seja, dentro de algumas categorias pode ocorrer aumentos maiores que em outras, porquê é provável observar em itens da “cesta de produtos” (alimento, habitação, vestuário, transporte, saúde, despesas pessoais, ensino e informação). 

Nas imagens aquém, fica fácil identificar porquê essas projeções ocorrem em itens diversos. Em casos porquê carnes, derivados de leite e outros itens de mercado, o aumento de preços nas últimas décadas fica mais evidente, enquanto em produtos de limpeza e equipamentos eletrônicos houve uma subida, mas considerada irrelevante em confrontação com os que tiveram as maiores correções.

(Fonte: Webtudo / Reprodução)(Nascente: Webtudo / Reprodução)

(Fonte: Webtudo / Reprodução)(Nascente: Webtudo / Reprodução)

Conheça alguns dos produtos e serviços que registraram os maiores aumentos de preços nas últimas décadas.

1. Filé mignon 1 kg: R$ 6,80 (1994) vs. R$ 75 (2021)

(Fonte: Diário do Litoral / Reprodução)(Manancial: Quotidiano do Litoral / Reprodução)

2. Gol 1000: R$ R$ 7.243 (1994) vs. R$ 30.444 (2021)

(Fonte: Quatro Rodas / Reprodução)(Manadeira: Quatro Rodas / Reprodução)

3. Gasolina 1 l: R$ 0,55 (1994) vs. R$ 6 (2021)

(Fonte: Autovideos / Reprodução)(Nascente: Autovideos / Reprodução)

4. Dólar: R$ 1 (1994) vs. R$ 4,93 (2021)

(Fonte: Infomoney / Reprodução)(Manancial: Infomoney / Reprodução)

5. Uísque 1 l: R$ 33,50 (2000) vs. R$ 139,90 (2021)

(Fonte: UOL / Reprodução)(Manadeira: UOL / Reprodução)

6. Maionese 500 g: R$ 1,49 (2000) vs. R$ 5,69 (2021)

(Fonte: Heinz / Reprodução)(Nascente: Heinz / Reprodução)

7. Bolacha Wafer 180 g: R$ 0,79 (2000) vs. R$ 2,69 (2021)

(Fonte: Bauducco / Reprodução)(Manadeira: Bauducco / Reprodução)

8. Leite condensado 395 g: R$ 0,99 (2000) vs. R$ 5,99 (2021)

(Fonte: Pinterest / Reprodução)(Manancial: Pinterest / Reprodução)

9. Açúcar 1 kg: R$ 0,69 (2000) vs. R$ 3,65 (2021)

(Fonte: Pinterest / Reprodução)(Manancial: Pinterest / Reprodução)

10. Feijoeiro carioca 1 kg: R$ 1,19 (2000) vs. R$ 7,59 (2021)

(Fonte: Pinterest / Reprodução)(Manadeira: Pinterest / Reprodução)

11. Pão francesismo unidade: R$ 0,05 (2000) vs. R$ 0,80 (2021)

(Fonte: Globo / Reprodução)(Nascente: Mundo / Reprodução)

12. Caixa de chocolates 400 g: R$ 2,68 (2000) vs. R$ 13,89 (2021)

(Fonte: Já Provei / Reprodução)(Nascente: Já Provei / Reprodução)

13. Lata de leite em pó 400 g: R$ 2,99 (2000) vs. R$ 15,90 (2021)

(Fonte: Cozinha Técnica / Reprodução)(Nascente: Cozinha Técnica / Reprodução)

14. Alcatra 1 kg: R$ 5,90 (2000) vs. R$ 44 (2000)

(Fonte: Papei / Reprodução)(Nascente: Papei / Reprodução)

15. Frango glacial 1 kg: R$ 1,09 (2000) vs. R$ 17,99 (2021)

(Fonte: Três Lagoas / Reprodução)(Manancial: Três Lagoas / Reprodução)

16. Sabão em barra 5 unidades: R$ 1,79 (2000) vs. R$ 9,59 (2021)

(Fonte: Ypê / Reprodução)(Nascente: Ypê / Reprodução)

17. Shampoo 350 ml: R$ 2,25 (2000) vs. R$ 10,99 (2021)

(Fonte: TRESemmé / Reprodução)(Manadeira: TRESemmé / Reprodução)

18. Calça jeans masculina: R$ 8,90 (2000) vs. R$ 49,90 (2021)

(Fonte: Senplo / Reprodução)(Manadeira: Senplo / Reprodução)

19. Tênis masculino: R$ 12,90 (2000) vs. R$ 79,90 (2021)

(Fonte: Mormaii / Reprodução)(Manadeira: Mormaii / Reprodução)

20. Óculos de sol: R$ 6,90 (2000) vs. R$ 150 (2021)

(Fonte: Lakeshore Custom Cabinets / Reprodução)(Nascente: Lakeshore Custom Cabinets / Reprodução)

21. Máquina de scanner: R$ 129 (2000) vs. R$ 379,90 (2021)

(Fonte: Epson / Reprodução)(Manancial: Epson / Reprodução)

22. Ar condicionado: R$ 359 (2000) vs. R$ 1499 (2021)

(Fonte: Agência Estadual de Notícias / Reprodução)(Manancial: Dependência Estadual de Notícias / Reprodução)

23. Isotônico 475 ml: R$ 1,49 (2000) vs. R$ 5,99 (2021)

(Fonte: Gatorade / Reprodução)(Nascente: Gatorade / Reprodução)

24. Pneu automotivo unidade: R$ 56,90 (2000) vs. R$ 385 (2021)

(Fonte: Pinterest / Reprodução)(Manadeira: Pinterest / Reprodução)

25. Lata de cerveja 350 ml: R$ 0,75 (2002) vs. R$ 2,39 (2021)

(Fonte: Skol / Reprodução)(Manancial: Skol / Reprodução)


[ad_2]
Manancial Notícia -> :Fonte Notícia