10 ótimos filmes brasileiros para presenciar DE GRAÇA durante a quarentena

[ad_1]

Em tempos de quarentena… é sempre bom lembrar: fique em morada! E diante disso, zero melhor do que uma vasta lista de alternativas do que observar na TV e no streaming. Se você está ligado no CinePOP pôde conferir que nossa dimensão de matérias está repleta de dicas sobre o que você pode observar sem transpor de mansão.

Diante do cenário da epidemia do coronavírus, algumas plataformas da internet liberaram seus acervos para o público. E, melhor, alguns diretores e produtores também abriram mão temporariamente de seus direitos para disponibilizar suas obras online.

Assim sendo, fizemos uma seleção super privativo de 10 filmes brasileiros que estão disponíveis de perdão na internet. Temos de todos os tipos e para todos os gostos.

 

Meu Tio Matou um Rosto (2004)

Onde observar: Vimeo

Uma das produtoras mais respeitadas do país, a Lar de Cinema de Porto Prazenteiro disponibilizou zero menos que 24 filmes, entre curtas e longas, em seu site solene. Dentre os filmes, está a divertidíssima comédia Meu Tio Matou um Rosto, de Jorge Furtado. A trama acompanha Duca (Darlan Cunha), um jovem de 15 anos que recebe a notícia de que seu tio (Lázaro Ramos) foi recluso depois revelar um assassínio. Com , o garoto passa a hesitar que o tio confessou o delito para salvar a mansão de Soraya (Deborah Secco), sua namorada. Assim, Duca procura a ajuda de dois colegas da escola para tentar desvendar o transgressão e ajudar o irmão de seu pai. O elenco conta ainda com Ailton Perdão, Sophia Reis, Júlio Andrade e Dira Paes.

10 filmes de terror no Amazon Prime Video para fugir dos problemas…

Aproveite para presenciar:

10 Séries de Comédia para Maratonar nas Próximas Semanas

 

Crítico (2008)

Onde testemunhar: Vimeo

Muito antes de se aventurar no mundo da ficção e esplender com filmes porquê Bacurau e Aquarius, Kleber Mendonça Fruto atuou porquê crítico de cinema no Recife. Ele realizou inúmeras entrevistas e coberturas de eventos, no Brasil e no exterior. Por anos, ele gravou conversas com diretores e críticos especializados. E daí nasceu Crítico, sua estreia em longas-metragens. O filme debate vários elementos da sátira cinematográfica, desde sua relação com o público às pressões e novas realidades do mercado. É uma opção muito interessante para quem pensa em seguir a trajetória porquê crítico. São vários depoimentos interessantíssimos. 

 

Mediano do Brasil (1998)

Onde testemunhar: Telecine (Sinal desobstruído)

O Telecine abriu os sinais por trinta dias por motivo da quarentena. Diante disso, dá pra conferir uma lista ampla de filmes nacionais. Um dos destaques, é evidente, é Meão do Brasil, clássico dirigido por Walter Salles e estrelado por Fernanda Montenegro, Vinicius de Oliveira, Marília Pêra e Matheus Nachtergaele. Na trama, Dora é uma mulher que trabalha escrevendo cartas na Mediano do Brasil. Ela acaba encontrando o menino Josué, e embarca em uma viagem para ajudá-lo a encontrar o pai. O filme recebeu indicações ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro e Melhor Atriz, mas acabou derrotado em uma clássica injustiça da Ateneu.

 

Tropa de Escol (2007)

Onde testemunhar: Telecine (Sinal descerrado)  

Dirigido por José Padilha, Tropa de Escol é um dos maiores fenômenos da história do cinema pátrio. O primeiro filme acabou sendo vítima de pirataria antes mesmo da estreia, o que prejudicou o desempenho mercantil, mas que ao mesmo tempo gerou um burburinho impressionante. O vencedor do Urso de Ouro do Festival de Berlim retrata o dia a dia do BOPE, força policial do Rio de Janeiro. A trama acompanha a rotina de violência e depravação na polícia carioca a partir dos olhos do Capitão Promanação (Wagner Moura). O longa ganhou uma prolongação que eleva ainda mais o debate político. As duas produções estão disponíveis no Telecine. 

 

Paixão, Plástico e Estrondo (2013)

Onde testemunhar: Vimeo 

Se você não se encantou ou se apaixonou por Maeve Jinkings cantando “Chupa que É de Uva”, você não sabe o que está perdendo. A cena é uma das mais marcantes de Paixão, Plástico e Estrondo, filme que é uma espécie de “A Malvada do brega”. O trama se passa na cena da música popular do Recife e acompanha Shelly (Nash Laila), uma jovem dançarina que sonha em ser cantora brega. Ela acaba desenvolvendo uma relação de pasmo e rivalidade com Jaqueline (Jinkings), sua companheira de margem. A direção é de Renata Pinho.

 

Pixote – A Lei do Mais Fraco (1980)

Onde presenciar: Spcine Play/Looke 

Clássico do cinema brasiliano dirigido por Hector Babenco, Pixote – A Lei do Mais Fraco foi premiado no Festival de Locarno e recebeu uma indicação ao Mundo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro. A trama acompanha Pixote (Fernando Ramos da Silva), um garoto que foi desprezado por seus pais e luta para viver nas ruas. Com um pretérito de internações e presença em reformatórios, ele sobrevive de pequenos crimes, que vão aumentando com , a despeito de ter exclusivamente. Além da grande atuação de Fernando, o longa traz as presenças marcantes de Marília Pêra, Jardel Fruto, Beatriz Segall, Rubens de Falco e Elke Maravilha.

 

TOC: Transtornada Obsessiva Compulsiva (2016)

Onde presenciar: Telecine (Sinal ingénuo) 

Lançada em 2016, a comédia TOC: Transtornada Obsessiva Compulsiva merecia muito mais reconhecimento do que recebeu. Antes dos sucessos com Lady Night e Choque de Cultura, Tatá Werneck e Daniel Furlan protagonizaram esta insana e inspiradíssima comédia romântica sobre uma atriz e influenciadora que vive uma crise pessoal num momento em que precisa manter as aparências de contos de fadas. Em meio ao lançamento de um livro (que ela não escreveu), acaba se envolvendo com um vendedor de uma livraria (Furlan) sem grandes perspectivas para a vida. Vera Holtz, Bruno Gagliasso e Luis Lobianco completam o elenco. A direção é de Paulinho Caruso e Teodoro Poppovic.

 

Bacurau (2019)

Onde presenciar: Telecine (Sinal cândido)

Você já viu Bacurau??? Prêmio do Júri no Festival de Cannes e um dos maiores fenômenos do cinema e da cultura pop brasileira em 2019, Bacurau já está disponível no Telecine. Dirigido por Kleber Mendonça Fruto e Juliano Dornelles, o longa acompanha o dia a dia da pequena Bacurau, comunidade no sertão de Pernambuco que acaba de perder uma de suas moradoras mais ilustres. Ao mesmo tempo, a chegada de estrangeiros ameaço a rotina dos habitantes do lugar. Importante, reflexivo e envolvente. Além de tudo, um entretenimento de primeira. Grandes atuações de Bárbara Colen, Thomas Aquino, Silvero Pereira, Udo Kier, Karine Teles e Sonia Braga

 

À Meia-Noite Levarei Sua Espírito (1964)

Onde presenciar: Spcine Play/Looke

À Meia-Noite Levarei Sua Espírito é um clássico do cinema de horror dirigido pelo recém-falecido José Mojica Marins. A história acompanha o sádico e brutal enterrador Zé do Caixão, que sonha em ter um fruto perfeito e fica obcecado em encontrar a mulher superiora para gerir a moço. Para isso, não se preocupa em matar todos que se coloquem na frente de seu projecto. Foi a primeira aparição do Zé do Caixão nos cinemas. O Spcine Play está disponibilizando outros nove filmes do diretor, um ícone do terror pátrio.

 

Que Horas Ela Volta? (2015)

Onde presenciar: Telecine (Sinal descerrado)

O sucesso dirigido por Anna Muylaert está disponível no Telecine. Estrelado por Regina Casé, Camila Márdila, Karine Teles e Lourenço Mutarelli, Que Horas Ela Volta? conta a história de Val, uma empregada doméstica que mora na lar dos patrões de classe média subida. Determinado dia, a filha de Val, Jéssica, chega em São Paulo para visitar a mãe e prestar vestibular. A presença da jovem na moradia acaba abalando a relação da mãe com os patrões e a própria dinâmica entre estes. Trata-se de uma obra inteligente e envolvente, que discute as relações de trabalho no Brasil e as hierarquias entre domésticas e classe média.  


[ad_2]
Manancial Notícia -> :Fonte da Notícia -> Clique Aqui