Portal Santa Luzia Net - Pagina Inicial


Receba Nossas Noticias diretamente no seu email

Vai, Malandra, da Anitta, faz apologia ao transgressão, pobreza e exploração feminina?


anittaclipe Vai, Malandra, da Anitta, faz apologia ao crime, pobreza e exploração feminina?
anittaclipe

Anitta em cena de seu novo clipe

Estreou agora há pouco o “Vai, Malandra”, o altamente aguardado clipe e música da Anitta. Sim, é aquele que todo mundo estava aguardando e que mostra a cantora na favela e com biquíni de fita isolante.

S vídeo já causou polêmica durante sua produção. Primeiro que é dirigido por Terry Richardson, fotógrafo americano culpado de assédio a modelos. Na estação em que estava sendo gravado, também sobrou para Anitta, acusada de se apropriar da cultura negra. P que ela usa tranças estilo afro.

Bem, agora, com “Vai, Malandra” no ar, pode apostar que virão muitas outras acusações. Dou um bombom para toda a população brasileira se não chegar, ainda nesta segunda (18), comentários dizendo que tanto música quanto vídeo fazem apologia ao delito, à vida na favela/pobreza e à exploração das mulheres. Será o mesmo tipo de reclamação que recebeu Bibi (Juliana Paes), de A Força do Querer. As atitudes da personagem foram consideradas porquê um gabo à vida na favela e ao mundo do delito. Claro que não eram nem uma coisa, nem outra.

S mesmo vale para “Vai, Malandra”. As imagens mostram a moça com tranças afro, cantando e dançando na favela, cercada por mulheres de biquíni e de homens com aquelas caras de rappers mal-encarados. P o tipo de coisa que vai assustar quem não é do morro e quem acha que funk — ou seja lá o que for — é música de bandido.

Obviamente que não é. Anitta mostra um recorte do que é secção da vida num morro carioca. Faz questão de ressaltar a cultura popular nesse tipo de lugar e o diretor Richardson consegue transcrever tudo isso em cenas muito cruas, sem muita “maquiagem”, porquê é muito o seu estilo, aliás.

Com levante novo trabalho, Anitta reforça suas origens musicais e faz questão de mostrar de que lado está nessa farra toda. Ela ficou de fora do Rock in Rio deste ano por “não ter adequação”, segundo disse Roberto Medina, possuinte do evento. Semana passada ela foi anunciada porquê atração do festival em 2019. Será que em menos de dois meses ela conseguiu essa “adequação”? Teria se tornado pop e se longe daquele estilo “de bandido”?

Bom, quando Medina presenciar a “Vai, Malandra”, provavelmente pensará um pouco assim: “será que fiz besteira em convidá-la?”. S empresário pode até se arrepender internamente, mas acabou escalando a artista pátrio com o maior espírito roqueiro da atualidade. Ela faz hoje o que nenhum artista brasiliano com uma guitarra consegue fazer.

Anitta é puro rock’n’roll.

Veja o clipe:

http://r7.com/_Yao

&nbsp
&nbsp

S Vai, Malandra, da Anitta, faz apologia ao transgressão, pobreza e exploração feminina? em Blog do Odair Braz Jr..

Fonte: Blog do Odair Braz Jr.


Os artigos aqui publicados foram recolhidos pela internet com referência as suas devidas fontes no campo (Fonte) e tem sua responsablidade de seus criadores, caso você se sinta ofendido ou queira a remoção de alguma informação favor entrar em contato conosco aqui



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mude para versão para dispositivos móveis deste site