Usar mal o celular pode bloquear app

[ad_1]

Usar o mesmo celular para acessar mais de uma conta no Caixa Tem pode levar ao bloqueio do aplicativo e deixar a pessoa sem auxílio emergencial, abono salarial do PIS/Pasep e numerário de outros progrmas sociais do governo. Segundo a Caixa, por razões de segurança, o app aceita exclusivamente uma conta por número de celular (chip) e até duas contas por aparelho.

Quando o aplicativo é bloqueado pelo uso de mais contas do que o permitido, é necessário ir pessoalmente a uma escritório. A Caixa afirma que o desbloqueio é subitâneo, mas usuários reclamam do tempo de espera para o atendimento e do risco de contaminação durante a pandemia.

O Caixa Tem é o aplicativo usado para acessar e movimentar a poupança social do dedo de caixa. É nessa poupança que o banco deposita o auxílio emergencial para todos os beneficiários, exceto os do Bolsa Família.

Desde levante mês, a Caixa está usando o aplicativo também para o grupo do Bolsa Família e para o repositório do abono salarial (PIS/Pasep). O app é usado também para pagamento do BEm (Favor Emergencial de Manutenção do Ofício e da Renda) para empregados intermitentes.

Professora precisa ajudar mãe, mas não consegue

A professora Ana Paula Santos, de 44 anos, passou pelo problema de ter o app bloqueado. Ela recebe o auxílio emergencial e mora em Baía dos Reis (RJ), mas precisa acessar a poupança do dedo da mãe, que mora em Volta Redonda (RJ).

As coisas lá [em Volta Redonda] estão cada vez piores, aí achei melhor que ela não fosse mais à lotérica enfrentar fileira. Minha mãe tem 70 anos e é enxurrada de comorbidades. Logo eu acessava o Caixa Tem pelo meu celular, com o CPF dela.
Ana Paula Santos, professora

Ela afirma que é muito difícil conseguir atendimento presencial na única filial da Caixa de Baía dos Reis, município que tem muro de 207 milénio habitantes. "Porquê é que vou fazer para ir lá com meu bebê pequeno, sabendo que vou permanecer oito horas na fileira?", questiona.

Agora, a professora diz que pretende explicar para a mãe por telefone porquê acessar o Caixa Tem sozinha. "Vamos tentar assim, não sei se dará patente."

Bloqueio por suspeita de hackers

A operadora de caixa Claudirene Coelho, 43, afirma que já foi quatro vezes a uma escritório da Caixa em Santa Luzia (MG) para tentar solucionar o problema do aplicativo, mas ainda não conseguiu. Ela recebeu a explicação que sua conta foi bloqueada depois de uma tentativa de ataque hacker.

"Fiz os testes na presença dos funcionários da filial, mas eles me falaram que não podiam fazer mais zero. O suporte tecnológico da caixa disse que tinha um bloqueio por monitoramento e, mesmo informando todas as vezes em que fui até a filial, me ignoraram", diz Claudirene.

Procedimento para desbloquear o app

Segundo a Caixa, quem receber a mensagem "Procure uma dependência da CAIXA com seu documento de identidade para regularizar seu cadastro" deve seguir essa orientação para a regularização da conta. O banco afirma que o desbloqueio na filial é inopino.

Já em caso de "inconsistência cadastral", o beneficiário deverá realizar um novo aproximação ao aplicativo e enviar a documentação solicitada, sem precisar ir à escritório. Neste caso, o Caixa Tem enviará mensagem com um link que leva a uma conversa no aplicativo WhatsApp.

O banco pede que as pessoas nunca abram links enviados fora do aplicativo Caixa Tem, para evitar golpes.


[ad_2]
Nascente Notícia -> :Fonte Notícia