Um terço dos pacientes com covid nas UTI de BH vem do interno – Notícias

[ad_1]

Pacientes do interno de Minas Gerais e de outras cidades da região metropolitana de Belo Horizonte ocupam um em cada três leitos específicos para covid-19 em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) nos hospitais da capital mineira. 

De tratado com levantamento da prefeitura, entre 1º e 17 de janeiro deste ano, foram 246 pedidos de ingressão em leitos de terapia intensiva. Deste totalidade, 79 são de moradores de outras 26 cidades. 

O município que mais "envia pacientes" para Belo Horizonte é Sabará, com 15% do totalidade. Na sequência, aparecem: Novidade Lima (13%), Pedro Leopoldo (12%), Ribeirão das Neves (11%) e Santa Luzia (11%).

A proporção de "forasteiros" nas UTIs da capital mineira é quatro vezes maior que nas enfermarias. No mesmo período, foram feitas 1.522 solicitações de internação em enfermarias de Belo Horizonte por covid-19. Desse totalidade, 138 pedidos, o equivalente a 9%, foram fetos por pacientes de outras cidades. 

De entendimento com a Prefeitura de Belo Horizonte, até esta segunda-feira  (15), a rede municipal possuía 293 leitos de UTI covid (com ocupação de 81,9%) e a rede pessoal tem 292 leitos (com ocupação de 83,9%). 

Pandemia

Desde o início da pandemia, a rede hospitalar de Belo Horizonte já recebeu pacientes vindo de 81 municípios da Grande BH e interno do Estado. No período foram feitas 19.845 solicitações de internação por suspeita de covid-19. Desse totalidade, 2.129 solicitações foram de pacientes de outras cidades, ou seja, 11% do totalidade.


[ad_2]
Manadeira Notícia -> :Fonte Notícia