PSD, DEM e PT irão governar maior número de habitantes em Minas Gerais

[ad_1]

 

Com os resultados do segundo vez nas cidades que foram às urnas neste domingo (29), começa a se riscar com mais perspicuidade o cenário para as Eleições 2022 em Minas Gerais. O PSD é o partido que governará o maior número de habitantes no Estado, com boa diferença, seguido por DEM, PT, PP e PSDB, segundo estudo realizada por  com dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e do IBGE (Instituto Brasiliano de Geografia e Estatística) – veja o planta e os gráficos completos aquém.

Pouco mais de 21% da população mineira será governada pelo PSD. Além dos triunfos em Belo Horizonte (Alexandre Kalil), Betim (Vittorio Medioli) e Santa Luzia (Del. Christiano Xavier), a sigla conquistou outras 75 prefeituras. No totalidade, 4,5 milhões de mineiros estarão sob a gestão da legenda, desempenho que coloca o partido numa posição privilegiada projetando a disputa pelo Palácio Tiradentes daqui a dois anos.

As urnas deste ano também consolidaram a subida do Democratas em Minas. Terceira sigla com mais eleitos, ela ocupará o segundo lugar no ranking que leva em conta o tamanho das cidades. Foram 84 prefeituras conquistadas, com destaque para Ribeirão das Neves (Junynho Martins), e um totalidade de 1,9 milhão de pessoas sob sua gestão, ou 8,93% da população estadual. O partido estava ainda na disputa pela Prefeitura de Descrição, mas foi derrotado pelo PT.

Nas cidades com votação neste domingo, quem se destacou foi justamente o Partido dos Trabalhadores. Depois um desempenho ruim no primeiro vez, com exclusivamente 26 eleitos e derrotas em todos os municípios de maior porte, a legenda levou a melhor em Relato (Marília Campos) e Juiz de Fora (Margarida Salomão). Juntos, os dois colégios eleitorais somam 1,2 milhão de habitantes, impulsionando o círculo de influência do PT para um totalidade de 1,8 milhão de pessoas, ou 8,59% da população mineira.

 

 

Em seguida aparece o Progressistas, com vitória importante em Uberlândia (Odelmo Leão) e um totalidade de 1,6 milhão de pessoas governadas, isto é, 7,86% do Estado. Logo depois vem o PSDB, com 7,57%, graças à reeleição de André Merlo em Governador Valadares.

Partido com o maior número de prefeituras conquistadas em Minas (99), o MDB obteve o seu principal resultado em Barbacena (Carlos Du), cidade de pouco mais de 138 milénio habitantes. Com um resultado pulverizado em municípios de pequeno e médio porte, a legenda ocupará somente o sexto lugar na lista, com ao todo 1,4 milhão de habitantes (7%).

 

 

Análises

O senador Carlos Viana, que preside o PSD em Minas, avalia positivamente o resultado e diz que a parcela da população mineira sob o comando da sigla pode aumentar. “Entendemos que o PSD teve um desempenho bom em Minas, dentro do que trabalhamos e da nossa expectativa, e podemos aumentar a parcela da população porque temos em torno de 21 prefeitos que são parceiros eleitos em outros partidos e que podem se juntar a nós em 2021, o que levaria (o resultado) a 99 prefeitos (pelo partido) em todo o Estado”.

Ele destaca que a estratégia da sigla desde o início da campanha eleitoral foi apostar na experiência. “Percebemos que o sufragista ia, de indumentária, optar por aqueles (candidatos) que já tinham um trabalho demonstrado de conhecimento, principalmente em crise. Foi o caso do prefeito Kalil em BH, que mostrou claramente disposição de enfrentar momentos de difíceis e a experiência de conseguir comandar (a cidade) numa situação de calamidade porquê vivemos em todo o país”. 

Em nota, o senador Rodrigo Pacheco, presidente do DEM em Minas, também avalia porquê positivo o desempenho da sigla. “Esse desempenho coloca o Democratas entre os grandes partidos de Minas Gerais, ao mesmo tempo que nos dá a oportunidade de colocarmos em prática nossos projetos voltados à geração de ofício e renda, tão importantes na atual ensejo”.

O parlamentar, que já se articula com vistas à eleição estadual de 2022, também afirmou que “essa representatividade faz com que a legenda participe ativamente das discussões sobre o horizonte dos municípios mineiros e do Estado”.


[ad_2]
Nascente Notícia -> :Fonte Notícia