Portal Santa Luzia Net - Pagina Inicial


Receba Nossas Noticias diretamente no seu email

PM suspeito de invadir morada é perseguido a tiros por colegas em Escrutinação



O militar dirigiu sob a mira de disparos de arma de incêndio. Baleado, ele morreu no hospital

Um policial militar foi perseguido e morto por colegas da própria corporação ao se tornar suspeito de invadir uma residência e protagonizar uma fuga que deixou moradores assustados mo término da noite desse sábado, no bairro Granja Novo Horizonte, em Enumeração, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Segundo a Polícia Militar (PM), o cabo Clerio Silva Resende desobedeceu as ordens de paragem e dirigiu perigosamente por várias ruas sob a mira de dezenas de disparos de arma de queima. Ele só parou depois de escadeirar em uma placa de trânsito. Baleado, ele foi guiado ao Hospital Municipal de Relato, onde passou por cirurgia, mas não resistiu. 

A PM foi acionada no término da noite por uma pessoa que pedia ajuda diante de ameaças de um varão armado que tentava invadir a residência dela. Ao chegarem no lugar, os agentes encontraram exclusivamente o coche vazio, mas minutos depois Resende saiu da lar e reagiu à abordagem, acelerando o veículo contra os policiais.

Muitos tiros

Ainda segundo a corporação, os PMs reagiram atirando ao menos cinco vezes contra o motorista, que seguiu em subida velocidade pelas ruas do bairro. Durante a fuga, outra viatura tentou interceptar o veículo.

Policiais teriam disparado outras 39 vezes contra o suspeito, mas o carruagem só parou depois que o motorista perdeu o controle da direção em uma curva da rua Três e bateu em uma placa de sinalização de trânsito. 

“Acordei com os disparos. Foi muito tiro, uns 15 só cá na rua”, contou Simão Alves Abreu, 21, que testemunhou o momento em que os policiais retiraram o suspeito de dentro do carruagem.

“Fizeram um cerco na rua de cima também. Eram muitos policiais. Levamos um susto”, relatou  a dona de lar Vanilde Muniz de Almeida, 30, que mora em frente ao lugar onde Resende bateu o coche. 

Segundo os militares, o suspeito desceu do coche sangrando e, só logo, se identificou porquê policial militar. Aos colegas, ele disse que tentava resolver um matéria que envolvia uma mulher. Por meio dos documentos do suspeito, a PM confirmou que Resende trabalhava no 35° Batalhão, em Santa Luzia, na Grande BH. 

Ferido, o varão passou por cirurgia no hospital municipal, mas morreu no início da manhã deste domingo. Armas dos policiais que atenderam a ocorrência e também do suspeito foram apreendidas.

Investigação

De convénio com o major Flávio Santiago, porta-voz da PM, Resende não tinha histórico de problemas dentro da corporação. Ainda segundo ele, a Polícia Judiciária Militar investiga o que levou o cabo a não obedecer a ordem de paragem e também a conduta dos policiais responsáveis pela operação.

“A Polícia Militar já faz a apuração, devidamente acompanhada pela corregedoria, para termos mais detalhes que precisam ser esclarecidos” declarou o major. 



Nascente Notícia -> :Fonte Notícia

Junte-se ao Nosso Canal No Telegram - -
Junte ao nosso canal no Telegram e participe de todas a publicações em primeira mão -- 1243325

Clique Aqui e Participe Já



Os artigos aqui publicados foram recolhidos pela internet com referência as suas devidas fontes no campo (Fonte) e tem sua responsablidade de seus criadores, caso você se sinta ofendido ou queira a remoção de alguma informação favor entrar em contato conosco aqui



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mude para versão para dispositivos móveis deste site