PM reformado dispara contra torcedor do Cruzeiro depois jogo no Mineirão, em BH

[ad_1]

A Polícia Social vai penetrar um interrogatório para investigar a desavença entre torcedores do Cruzeiro depois do jogo desse sábado (16), no Mineirão, pela semifinal do Campeonato Mineiro, que terminou com um jovem baleado na perna na Avenida Carlos Luz, em Belo Horizonte. O responsável do disparo foi recluso em flagrante por posse ilícito de arma de incêndio.

Conforme fontes da Itatiaia, o tiro foi efetuado por um policial militar reformado, que tinha ido ao estádio com o fruto para presenciar à partida entre Cruzeiro e Tombense pela semifinal do Campeonato Mineiro 2024.

Segundo a polícia, ao transpor do Mineirão, o militar teria esbarrado em um grupo de torcedores, o que causou um desentendimento. Mesmo com a classificação do Cruzeiro para a final do estadual, os ânimos teriam ficado exaltados.

Em prova, o policial reformado disse que tropeçou em um grupo de cinco torcedor do Cruzeiro na Av. Carlos Luz. Sentindo-se ameaçado, ele sacou a arma de queimação e efetuou um único disparo para alongar os agressores. A projéctil, no entanto, acertou outro torcedor que não tinha zero a ver com a confusão.

Vítor Adiel, de 16 anos, estava atravessando a Avenida Carlos Luz para se alongar da bulha quando ouviu um disparo e percebeu que havia sido alvejado.

A vítima foi levada para atendimento médico ao Hospital Odilon Behrens e se recupera muito, segundo a PM.

Um vídeo compartilhado nas redes sociais mostra o jovem de 16 anos deitado no soalho, com uma liame estancando o sangramento na perna, aguardando o resgate.

O responsável do disparo foi localizado no Hipermercado Carrefour, na Avenina Carlos Luz, próximo ao Mineirão, na região da Pampulha.

O policial militar reformado foi retido e levado para a Delegacia da Polícia Social. Ele também recebeu atendimento médico por dores faciais.

Os outros envolvidos na pendência ainda não foram identificados.

Veja o Boletim de Ocorrência (B.O) na íntegra:

“Durante vez de serviço foi transmitido via rede de rádio que uma pessoa havia sido baleada na Avenida Carlos Luz, próximo ao numeral 4.269. De repentino, a viatura do Comando Tático, comandada pelo 2º Ten PM Inácio, que estava próximo ao lugar, deslocou até o lugar e deparou-se com um quidam derrubado ao solo. Logo em seguida, os militares receberam pedestal da viatura 31490, comandada pelo Sgt Ulisses, tendo sido a vítima colocada no interno da viatura e socorrida até o Hospital Odilon Behrens. Não obstante, populares informaram que o responsável evadiu sentido ao Mc Donald’s, repassando as seguintes características: preto, um pouco gordo, careca, aparentando ter cavanhaque, usando camisa 10 do Cruzeiro e bermuda jeans. De repentino, a viatura do Comando Tático deslocou até o lugar, tendo sido direcionada por populares que o responsável teria adentrado o Hipermercado Carrefour. Depois desembarcamos, fomos até o interno do referido estabelecimento, tendo sido um quidam com as características repassadas por populares. De inopino, o quidam se identificou ao 2º Ten Inácio porquê Policial Militar Veterano, tendo dito que estava armado e, logo em seguida, entregou a arma e, logo depois, entregou a carteira de identificação militar, tendo sido verificado que tratava-se de um 2º Sgt PM Veterano, descrito em campo próprio. De conformidade com a versão apresentada pelo militar, estava transitando pela lajedo da Avenida Carlos Luz, momento em que veio a tropicar, o que ocasionou um esbarrão em uma pessoa desconhecida, esse sujeito e muro de outros 05 (cinco) começaram a agredir-lhe, foi quando sacou sua arma de lume e efetuou somente 01 (hum) disparo, o que afastou os autores. Relatou ainda que não permaneceu no lugar em virtude de os autores terem dito que eram pra pegar ele, foi quando resolveu transpor do lugar. Ainda de conformidade com Sr Ronaldo, não possui registro da arma de lume, a qual possui número de registro, cadastrada em campo próprio, tendo adquirido a arma de queimação há muitos anos detrás na Loja Mesbla. Em seguida consulta ao sistema informatizado, nenhum registro foi encontrado, motivo pelo qual foi dada voz de prisão em flagrante delito ao responsável pelo transgressão de porte ilícito de arma de queima. De convenção com a vítima, Vítor Adiel, cadastrada em campo próprio, estava transitando pelo canteiro meão, quando viu uma disputa generalizada em que o responsável dos disparos estava envolvido, sendo agredido. Logo em seguida, a vítima atravessou a Avenida, deslocando até o passeio, quando ouviu 01 (hum) disparo e sentiu que havia sido alvejado. Ainda de entendimento com a vítima, não possui nenhum tipo de relação com o responsável, tampouco estava envolvido na luta e sequer sabe manifestar o motivo que levou ao responsável em efetuar os disparos. A vítima foi atendida conforme ficha de atendimento número 3712159, tendo sido atendido e permanecido no lugar para realizar exames, pela Dra Rayana, de CRM/MG 84372, sendo atingido na perna esquerda. O responsável, Ronaldo, reclamou de dores na face, tendo sido levado até o Hospital da Polícia Militar, onde foi atendido e medicado, conforme prontuário 220240023244 pela Ten Jarede. Compareceu e acompanhou secção das diligências, a equipe de Corregedoria de prefixo 33835, comandado pelo 2 Sgt Márcio é composta pelo 3 Sgt Richard e 3 Sgt Wagner, da Equipe Charlie.”

Participe dos canais da Itatiaia:


[ad_2]
Manancial Notícia -> :
Fonte Notícia