Pedido de cassação de procuração Minas Gerais


O relatório da percentagem processante pedia a cassação do procuração do prefeito por ele ter se ausentado do país sem autorização da Câmara. Também por ter descumprido o Decreto de Calamidade financeira, o que teria represado verbas na dimensão da saúde , provocando a suspensão de cirurgias eletivas.

A sessão para votação do processo começou às 10h com segurança reforçada e plenário lotado. O público interferiu durante toda a reunião, houve bate-boca e o presidente da Câmara, Ivo Melo (PSB) precisou intervir.



Nascente Notícia -> :Fonte Notícia