Portal Santa Luzia Net - Pagina Inicial


Receba Nossas Noticias diretamente no seu email

Pai morre em seguida fruto tentar fugir e trocar tiros com a PM em delegacia



Fruto se soltou das algemas, pegou arma de tenente e, em seguida, foi baleado por outro militar; pai tentou intervir e também foi atingido

Uma confusão registrada dentro da delegacia no bairro Morro Cume, em Vespasiano, região metropolitana de Belo Horizonte, terminou com um varão morto e outros dois baleados na noite dessa quinta-feira (6). Uma troca de tiros começou depois que um varão de 30 anos resistiu à prisão, conseguiu se livrar das algemas, pegou a arma de um tenente e foi baleado por um cabo da PM.

O pai dele, de 57 anos, estava na delegacia para escoltar o caso e tentou intervir para ajudar o fruto. Ele também foi baleado e acabou morrendo no hospital. O militar que efetuou os disparos também se feriu por um tiro disparado por ele mesmo ao desabar no soalho durante o tumulto.

Pego em blitz

O caso começou por volta das 20h, em Santa Luzia, também na região metropolitana de BH. O varão de 30 anos estava no banco do carona de um carruagem que foi abordado em uma blitz. Os policiais questionaram a identidade de ambos.

O motorista estava com a ficha limpa. Já o passageiro tinha um mandado de prisão em desimpedido. Ele ainda tentou mentir se passando pelo irmão, mas ele também constava porquê fugido da Justiça. “Ele tentou nos enganar, mas para o contratempo dele, o irmão também era claro de um mandado de prisão”, conta o major Alexandre de Souza, subcomandante da 8ª Cia de Lagoa Santa.

Ao receber voz de prisão, o varão tentou reagir e deu trabalho aos policiais. “Ele é muito possante. Já nesse momento precisamos de quatro militares para segurá-lo”, disse o major. Depois ser contido, ele foi levado à delegacia em Vespasiano.

Porquê foi o troada

Por volta das 23h, quando a delegada estava ratificando o flagrante, o varão conseguiu se livrar das algemas presas à parede e pegou a arma do tenente. Nesse momento, o cabo sacou a arma, mandou o criminoso se render, mas não foi atendido.

Ele, logo, efetuou um disparo, que atingiu o varão. Não foi informado a fundura do corpo em que ele foi atingido. O pai do varão, identificado porquê Hélio Antônio, de 57 anos, tentou ajudar o fruto e também foi baleado.

Em manifesto momento, o cabo da PM caiu no pavimento e disparou. O disparo atingiu o próprio braço do militar. Os três foram socorridos para o hospital Risoleta Neves, em Belo Horizonte.

Hélio não resistiu aos ferimentos e faleceu. O fruto dele e o militar continuam internados.

Extensa ficha criminal

Segundo a PM, pai e fruto eram moradores de Belo Horizonte e já tinham extensa ficha criminal. Hélio tinha um registro de homicídio consumado e várias outras passagens. O fruto tinha um mandado de prisão em destapado por fuga e passagem por tentativa de homicídio.



Nascente Notícia -> :Fonte Notícia

Junte-se ao Nosso Canal No Telegram - -
Junte ao nosso canal no Telegram e participe de todas a publicações em primeira mão -- 1243325

Clique Aqui e Participe Já



Os artigos aqui publicados foram recolhidos pela internet com referência as suas devidas fontes no campo (Fonte) e tem sua responsablidade de seus criadores, caso você se sinta ofendido ou queira a remoção de alguma informação favor entrar em contato conosco aqui



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mude para versão para dispositivos móveis deste site