Operação da Polícia Social mira depravação e fraude na prefeitura de Descrição

[ad_1]

Nove mandados de procura e consumição são cumpridos em cinco municípios, entre eles Belo Horizonte

Uma operação da Polícia Social de Minas Gerais (PCMG) na manhã desta quarta-feira (7) mira agentes públicos que estariam envolvidos em crimes de depravação ativa, devassidão passiva e fraudes em licitações. A investigação gira em torno de contratos firmados com a Prefeitura Municipal de Enumeração, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Segundo a PCMG, nove mandados de procura e inquietação são cumpridos em endereços dessa cidade, da capital, de Juatuba, Lagoa Santa e Santa Luzia, todas na mesma região.

Não foram divulgados os nomes dos envolvidos nem das empresas suspeitas dos crimes. O prefeito de Narração , Alex de Freitas (PSDB), não é um dos alvos.

Nomeada “Caronte”, a operação conta com a ação de aproximadamente 40 policiais, entre delegados, escrivão e investigadores. Ela também é integrada pela Coordenadoria de Recursos Especiais (Core).

A reportagem de procurou a prefeitura para obter mais informações e um posicionamento do Executivo municipal. Em nota, informou-se que a prefeitura ainda não foi notificada oficialmente pela PCMG sobre a operação. "A prefeitura ressalta que está à disposição do Polícia Social para colaborar com todos os esclarecimentos que se façam necessários", diz.


[ad_2]
Manancial Notícia -> :Fonte Notícia