Ibirité fecha negócio não forçoso a partir desta segunda-feira

[ad_1]

A cidade de Ibirité, na região metropolitana de Belo Horizonte, fecha, a partir desta segunda-feira (6), os comércios não essenciais. O hospital de campanha que recebe pacientes infectados pelo coronavírus já está com quase 70% dos leitos ocupados. 

“O momento é de recuo devido à situação que vivemos na nossa cidade. Estamos com aumento de casos de Covid-19, chegamos a falar que, em 14 dias, os casos aumentaram 55%. O hospital de campanha começou a funcionar no dia 22 de junho. São 300 casos confirmados e sete mortes. Desde quando começamos com o hospital de campanha, foram cinco óbitos”, explicou o prefeito William Parreira (Avante).

Segundo o gestor, o hospital de campanha tem 21 casos clínicos, totalizando 100% de ocupação dos leitos e cinco casos de pacientes que estão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Atualmente, 124 profissionais de saúde trabalham no hospital. 

Com o negócio não importante fechado, podem funcionar na cidade padarias, mercearias, supermercados, sacolões, drogarias, farmácias, postos de combustíveis, bancos e hospitais, entre outros. 

“Não temos Guarda Municipal em Ibirité. Temos os fiscais da Zoonose e contamos com o pedestal da Polícia Militar na fiscalização. A fiscalização vai ocorrer rigorosamente. Os comércios que não estão dentro dos essenciais e estiverem abertos podem ser multados e até mesmo ter o alvará cassado”, detalhou o prefeito.

Conscientização

O prefeito também pede a colaboração dos moradores. Ao lado do hospital de campanha, a reportagem de  flagrou uma máscara descartada incorretamente. 

“Eu peço que a população se conscientize. O melhor remédio é permanecer em lar. Caso seja necessário transpor, que use máscara. Temos um decreto municipal que define que é obrigatório que a nossa população use a máscara”, finalizou o prefeito.

Belo Horizonte e outras cidades da Grande BH

Belo Horizonte e, ao menos, outras três cidades da região metropolitana também estão abrindo exclusivamente comércios essenciais. São elas Narração, Ribeirão das Neves e Sabará.

Santa Luzia está com funcionamento do negócio de serviços não essenciais em dias alternados, cada dia abrindo um setor. Já Pedro Leopoldo está com serviços essenciais e um grupo de não essenciais. O município abre por duas semanas seguidas e fecha a terceira.

Desde a última quinta-feira (2), Betim tem rodízio de negócio não forçoso das 10h às 16h durante a semana, até o dia 20 de julho. Aos sábados, funciona somente o negócio principal. 

 

Material atualizada às 10h28


[ad_2]
Manadeira Notícia -> :Fonte Notícia