Galaxy S22 x iPhone 13: qual dos celulares tops merece o seu moeda? – 15/02/2022

[ad_1]

Se há uma disputa clássica que todo ano agita o mercado de smartphones é o embate entre Samsung Galaxy S e os iPhones. E com a apresentação do novo Galaxy S22 na última quarta-feira (22), a disputa entre as empresas ganhou mais um capítulo.

O rival da novidade da Samsung é o iPhone 13, aparelho lançado em setembro do ano pretérito. Aquém comparamos a ficha técnica de ambos para tirar uma incerteza: qual desses top de risca merece mais o seu numerário?

  • Galaxy S22: 146 mm x 70,6 mm x 7,6 mm (A x L x E); e 168g (peso)
  • iPhone 13: 146,7 mm x 71,5 mm x 7,7 mm (A x L x E); e 174g (peso)

Começando pela novidade: se colocarmos o Galaxy S22 ao lado do Galaxy S21 e pedirmos para alguém dar uma breve olhada, dificilmente a pessoa saberá identificar os aparelhos tamanha a semelhança.

A traseira segue sendo em vidro, com um nicho no esquina superior esquerdo que abriga as lentes da câmera principal. Na frente, a tela ocupa praticamente todo o espaço, salvo por um ponto no cimo no qual está localizada a lente da câmera de selfie.

Se o S22 pouco mudou para o S21, o mesmo se aplica entre o iPhone 13 e o iPhone 12. O que ainda pretexto uma certa estranheza no celular da Apple é o nicho exagerado para a câmera traseira. Já na frente, a tela tem um recorte significativo — o tal do notch — que, convenhamos, já deu o que tinha que dar.

Colocando os adversários frente a frente, o S22 é menor em todas as medidas — incluindo o peso. A diferença, porém, é mínima e não representa um pouco capaz de tornar um ou outro aparelho melhor para se usar e carregar no bolso.

Veredito: Poderia ser facilmente um empate, mas o S22 leva por ser levemente mais compacto e ter um design mais elegante do que o iPhone 13. Mas, evidente, o quesito deve levar em conta o que você acha mais bonito no design de um smartphone.

  • Galaxy S22: Amoled Dinâmico 2X de 6,1 polegadas (15,49 cm); solução Full HD+ de 1.080 x 2.340 pixels, 120 Hz
  • iPhone 13: Super Retina XDR Oled de 6,1 polegadas (15,49 cm); solução Full HD+ de 1.080 x 2.532 pixels, 60 Hz

Outra disputa apertada e resolvida nos detalhes é na tela. Ambos trazem um pintura de tamanho igual, 6,1 polegadas.

As diferenças surgem nas tecnologias empregadas. O S22 usa o Amoled Dinâmico 2X, enquanto o iPhone ataca com uma tela Super Retina XDR Oled. A julgar pelo teste do iPhone 13 e pela experiência com outros aparelhos da Samsung com essa construção, ambos os displays oferecem imagens de magnífico qualidade, com subida solução e cores agradáveis.

Cá, há duas diferenças principais: o iPhone 13 tem uma tela com maior densidade de pixels, enquanto o S22 tem uma taxa de atualização de 120 Hz, contra 60 Hz do aparelho da Apple.

Veredito: vitória do Samsung Galaxy S22. Altas taxas de atualização são mais perceptíveis do que uma densidade maior de pixels. Na prática, elas deixam a transição de imagens mais fluidas — quem curte game consegue sentir facilmente a diferença.

  • Galaxy S22: 3.700 mAh
  • iPhone 13: 3.240 mAh

Se pudesse ter um quesito no qual nenhum dos aparelhos vence seria a bateria. A Samsung seguiu um caminho inverso à lógica e colocou uma bateria menor no S22 (3.700 mAh) do que a vista no S21 (4.000 mAh). Dificilmente isso, porém, resultará em menor autonomia, já que o novo aparelho utiliza processadores mais modernos que tendem a ser mais comedidos no uso de vigor. Ainda assim, não deixa de parecer um retrocesso.

Já a Apple se vale de uma lógica similar. Por se tratar de um aparelho que tem hardware e software extremamente afinados, a bateria do iPhone 13 é ainda menor do que a do S22: 3.240 mAh. Nos testes de Tilt, isso significou quase dois dias longe da tomada em um uso normal.

Ainda assim, com aparelhos trazendo baterias de 5.000 mAh, não tem porquê não expressar que os valores de S22 e iPhone 13 são um tanto decepcionantes. Ah, e para piorar, é válido lembrar que nenhum deles traz carregador na caixa.

Veredito: empate.

  • Galaxy S22: grande angular de 50 MP, teleobjetiva de 10 MP e ultra-angular de 12 MP (traseira); grande angular de 10 MP (frontal)
  • iPhone 13: grande angular de 12 MP e ultra-angular de 12 MP (traseira); grande angular de 12 MP (frontal)

Principal

Se formos exclusivamente considerar números, o S22 ganha de lavada. Finalmente, além de ter uma lente a mais, a quantidade de megapixels disponíveis é consideravelmente maior do que a vista no aparelho da Apple.

Cá, porém, é onde os números enganam: se tem um pouco que os iPhones sempre se destacam é na qualidade das fotos. Com o iPhone 13 não é dissemelhante.

A vantagem real do S22, no entanto, é ter um conjunto mais versátil, com uma teleobjetiva no pacote que tende a permitir que o aparelho tire fotos melhores à intervalo.

Veredito: vitória (apertada) do S22.

Frontal

Na frente, a situação se inverte e o iPhone 13 é que tem especificações melhores. Novamente, a qualidade de imagem de ambos tende a ser similar.

Além da câmera em si, o nicho dianteiro do aparelho da Apple também conta com um sensor 3D para captação de profundidade e biometria.

Veredito: vitória (apertada) do iPhone 13.

  • Galaxy S22: processador Qualcomm SM8450 Snapdragon 8 Gen 1 (octa-core, 3 GHz), 8 GB de RAM e 128 GB ou 256 GB de armazenamento
  • iPhone 13: processador Apple A15 Bionic (hexa-core, 3,22 GHz), 4 GB de RAM e 128 GB. 256 GB ou 512 GB de armazenamento

Esse é sempre um ponto complicado de se confrontar aparelhos Android com o iPhone. Isso porque os celulares da Apple tendem a ter uma dobradinha entre software e hardware mais afinada do que ocorre com os Android, já que o sistema operacional do Google precisa se conciliar a aparelhos de configurações diferentes.

Em resumo: os iPhones conseguem obter mais desempenho prático mesmo com configurações, em teoria, mais modestas — porquê o processador com menos núcleos e a memória RAM menos parruda.

Um parâmetro, portanto, passa a ser os testes de benchmark, realizados para medir a potência dos processadores. No aplicativo Geekbench 5, o Galaxy S22 marcou 1.126 pontos no teste de núcleo simples e 3.896 no que avalia todos os núcleos do processador em conjunto. Já o iPhone 13 tem números mais expressivos: 1.677 no teste de núcleo simples e 4.463 pontos no teste de todos os núcleos.

Veredito: vitória do iPhone 13.

Cá não há muito o que falar. Além dos mais variados sensores, que viraram padrão nesses aparelhos, a maior diferença está nos sensores de biometria: enquanto o S22 utiliza um sensor de do dedo ultrassônico sob a tela, o iPhone 13 se vale do já tradicional Face ID, que identifica o rosto do usuário.

Veredito: empate.

  • Galaxy S22: US$ 799,99 (R$ 4.176,27, em conversão direta)
  • iPhone 13: a partir de R$ 7.599

Por ora, o Galaxy S22 ainda não tem preço no Brasil. É provável, porém, usarmos o preço de lançamento do S21 porquê base. Cá, o aparelho chegou por R$ 5.999 há muro de um ano. Não seria surpresa se o novo smartphone tivesse uma etiqueta similar, portanto.

Já o iPhone 13 tem preço solene capaz de assustar: R$ 7.599, em sua versão de 128 GB. Em varejistas, porém, o valor cobrado já é consideravelmente menor e é provável encontrar o aparelho por menos de R$ 6 milénio.

Na prática, ambos os smartphones tendem a ser encontrados por preços similares. São valores altos, mas que, infelizmente, se tornaram rotineiros nesse segmento. A relação dispêndio-favor de S22 e iPhone 13 é similar, assim porquê os números de desempenho e funções.

Sendo assim, a escolha por um ou por outro vai terminar recaindo sobre outros fatores, porquê histórico de aparelhos de quem está interessado (há muitas pessoas que resistem a mudar de sistema operacional) e preferências pessoais.

Resultado: empate.


[ad_2]
Nascente Notícia -> :Fonte da Notícia -> Clique Aqui