Ex-prostituta anã conta sobre clientes famosos em livro

[ad_1]
Reprodução/YouTube Lia Regina está há quatro anos fora da prostituição. Reprodução/YouTube

A ex-pequena de programa Lia Regina, conhecida porquê Dafne Anãzinha, resolveu dividir sua experiência no mundo da prostituição na autobiografia A Pequena Notável Dafne Anãzinha. No livro, ela conta sobre os mais de 600 clientes que teve - muitos deles jogadores e atores famosos -, e as mais diferentes fantasias que precisava realizar. Um dos objetivos de Lia, com o livro, é ajudar outras mulheres e homens que sofrem preconceito por conta do nanismo. 

Em entrevista ao Notícias da TV, Lia Regina contou um pouco do que os leitores vão encontrar no livro. A ex-pequena de programa disse já ter atendido a diversos atores da Mundo e jogadores famosos e que acredita que a sua deficiência, o nanismo, tenha sido o grande ‘engodo’ da sua curso na prostituição. “Atores e jogadores de futebol que me contratavam eram extremamente lindos, pessoas que estão na mídia diariamente. Pessoas que eu nunca poderia imaginar estar na leito. Todos eram muito atenciosos. Até calcinha eu ganhei de um”.

Lia também relatou algumas das fantasias que precisava atender quando estava com os clientes e deixou evidente que não se intimidava com nenhum tipo de pedido. “A maioria me procurava para fetiches diferentes. Porquê, por exemplo, inversão de papéis, que é quando a mulher vira ativa e o varão o passivo. Eu não tinha relações sexuais com todos, alguns queriam só realizar fantasias, tipo me observar estourar balões, urinar na face (deles), colocar comida dentro de mim e por aí vai”.

O livro A Pequena Notável Dafne Anãzinha é um e-book de 123 páginas que está disponível para venda na Amazon, para os leitores que possuem um aparelho Kindle. Agora, depois o lançamento da obra e já há quatro anos fora da prostituição, Lia - que é formada em recta e cursa atualmente Estudo e Desenvolvimento de Sistemas -,  tem outro projeto editorial. “Pretendo publicar mais um livro, sobre bonecas sexuais humanas na deep web”. 


[ad_2]
Manadeira Notícia -> :Fonte Notícia