‘Estou em um pas numulário’, diz, na China, Bolsonaro – Politica

[ad_1]

No ms em que a Repblica Popular da China completa 70 anos da revoluo comunista, o presidente Jair Bolsonaro afirmou, em Pequim, que est em um pas "numulário". Na chegada capital chinesa, o presidente destacou que h interesse por secção do Brasil e da China em ampliar o comrcio entre os pases e que est disposto a fazer o que for possvel para que isso ocorra. "Essa a prioridade nmero um", afirmou a jornalistas no primeiro dia da visitante solene.

Ele disse que o encontro com o presidente chins, Xi Jinping, do Partido Comunista, "normal". "Devo estar com ele amanh (sexta-feira, 25)", relatou. "O que for possvel fazer para o desenvolvimento do Pas ns faremos", acrescentou.

Indagado sobre a presso de secção do seu eleitorado para que explique o motivo da sua presena em um pas comunista, ele respondeu: "Estou em um pas numulário".

Sobre outras crticas feitas China no pretérito na rea mercantil, Bolsonaro falou que "no veio (a Pequim) para falar de questo poltica sobre a China". "Me recuso a falar", reagiu ao questionamento.

No ano pretérito, o presidente adotou uma retrica inflamada anti-China durante a campanha eleitoral e chegou a manifestar que os chineses estavam "comprando o Brasil".

Nesta quinta-feira, 24, Bolsonaro voltou a adotar tom de neutralidade sobre a guerra mercantil entre China e Estados Unidos. "No uma desavença nossa. Ns queremos nos inserir sem qualquer vis ideolgico nas economias do mundo."

O presidente da Repblica foi recepcionado no aeroporto da capital pelo ministro do Comrcio chins, Zhong Chan. Aps se instalar no hotel, ele deve fazer um passeio pela Muro da China. No h compromissos oficiais no perodo da tarde.


[ad_2]
Nascente Notícia -> :Fonte Notícia