Empréstimo para compra de droga termina em homicídio; caso ocorreu em Uberlândia e suspeito foi recluso – Pontal em Foco

[ad_1]

A Polícia Militar de Minas Gerais em Uberlândia na madrugada do último domingo, 23, por volta das 2h39, foi acionada para comparecer na Rua Vandira Basilio de Oliveira, Bairro São Jorge, onde um varão foi vítima de homicídio.

Conforme a PMMG, a guarnição compareceu no lugar, onde constatou uma vitima do sexo masculino, deitada no banco de trás de um veículo, sendo um sujeito de estatura média a subida, de cor parda, cabelos curtos de cor preta e que usava cavanhaque.

A vítima se encontrava deitada no banco de trás, toda ensanguentada. Devido ao estado cadavérico do corpo e de não apresentar nenhum sinal vital foi acionada a perícia técnica e funerária, onde depois os trabalhos foi verificado que a vítima apresentava uma perfuração, possivelmente, causada por faca entre o peito e o tórax, o qual depois a verificação no sistema informatizado, constatou-se que possui passagem policial por uso e consumo de drogas.

Diante dos fatos, o perito e o detetive realizaram os trabalhos técnicos, liberando o corpo para a funerária. O veículo foi removido ao recinto.

Depois nascente vestimenta, foram iniciados os trabalhos na tentativa de identificar os possíveis autores do transgressão em questão, onde durante os levantamentos, compareceu na base de polícia do Bairro São Jorge, uma testemunha que relatou que na madrugada encontrou seu tio em um bar no Bairro Santa Luzia, e que seu tio foi até ela relatar que havia cometido um erro.

Em seguida várias diligências chegou-se aos pessoa do suspeito e a guarnição deslocou até a residencia dele, onde encontraram vários vestígios de sangue no meio fio do passeio da residência e alguns pingos de sangue, também no passeio.

Diante dos vestígios e a confirmação da testemunha a PMMG cercou a residência, onde convidaram o denunciado a transpor do seu interno, indumento refutado por ele, o que gerou a premência dos PMs abrirem o portão e a porta de ingressão da residência.

Logo depois, o abordado confessou que havia cometido tal delito contra a vitima devido a um desentendimento entre eles, pois a vítima teria pedido moeda emprestado para comprar drogas e depois ter feito o uso da droga com o quantia, disse que não iria pagá-lo, roupa que motivou vias de roupa entre os dois já no interno da residencia, onde a vítima chutou a porta da residência e desferiu dois tapas no rosto do suspeito. Foi quando ele se armou com uma faca e veio a desferir um golpe. A faca utilizada no transgressão foi localizada no telhado.

Foi dada voz de prisão ao sujeito pelo delito de homicídio. Logo em seguida ele foi guiado até a Unidade de Saúde do Bairro Tibery e, posteriormente, entregue na Delegacia de Polícia Social.


[ad_2]
Manancial Notícia -> :Fonte Notícia