Corpo de mineira que morreu ao desembarcar de avião na Itália chega a BH

[ad_1]

Luana Araújo Miranda, de 29 anos, passou mal ao desembarcar de um avião da Latam, em Milão, no último dia 8. Laudo aponta que ela sofreu embolia pulmonar

O corpo da vendedora Luana Araújo Miranda, de 29 anos, que morreu ao desembarcar de um avião da Latam, em Milão, na Itália, no último dia 8, já está em Belo Horizonte. O velório está previsto para debutar às 20h deste sábado (23), no Cemitério Belo Vale, em Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte. O enterro será no mesmo lugar, às 11h deste domingo.

Luana morava no bairro Flávio Marques Lisboa, na região do Barroca, em Belo Horizonte, e teve uma embolia pulmonar, segundo o laudo de necrópsia. O corpo ainda está sendo prestes para o velório e sepuultamento, em uma funerária da capital mineira.

A primeira informação passada à família da vendedora pela companhia aérea era de que ela havia sofrido uma paragem cardiorrespiratória e morreu a caminho de um hospital de Milão.

Luana deixou uma filha de 7 anos. Ela era a terceira filha de uma família de quatro irmãos e havia perdido a mãe em setembro do ano pretérito.

De pacto com a mana dela, Mariana Araújo, de 36 anos, essa tinha sido a primeira vez que a vendedora havia saído do país.

Luana planejou a viagem durante seis meses. Ela estava indo ao encontro de um camarada que mora na Itália. Juntos, eles viajariam para vários países da Europa.

Ao deixar Belo Horizonte, Luana fez graduação em São Paulo e depois viajou 12h até chegar à Itália.

Medicamento

A Latam informou à família da vendedora que a mesma começou a passar mal durante o desembarque. A vítima teria comentado ter feito uso de medicamento para enjoo e de um antialérgico. A Latam se prontificou a fazer o traslado do corpo para o Brasil, segundo a família.


 


[ad_2]
Nascente Notícia -> :Fonte Notícia